Sorvete recebe fruta do cerrado para ficar saudável

Sorvete recebe fruta do cerrado para ficar saudável
Com as adições, o sorvete saudável apresenta alto teor de fibras alimentares, cálcio e vitaminas.
[Imagem: Esalq]

Sorvete saudável

Um sorvete que faça bem à saúde é sem dúvida a melhor notícia que poderia surgir no verão.

E essa é a expectativa nascida de um estudo feito na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba (SP).

Os pesquisadores criaram um preparado lácteo em pó enriquecido com fibras de linhaça, inulina e FOS (fonte de prebióticos).

O resultado é um sorvete com menos açúcar, menos gordura e menos sódio.

Mas um dos grandes responsáveis por tantos benefícios é a mangaba, fruta típica do cerrado brasileiro.

Com as adições, o sorvete saudável apresenta alto teor de fibras alimentares, cálcio e vitaminas.

Mangaba

"A elaboração dos preparados em pó e dos sorvetes tem forte potencial à comercialização, já que são ricos do ponto de vista nutricional e agradam desde crianças até idosos, por serem atrativos e saudáveis", afirmou Marina Leopoldina Lamounier, autora do trabalho.

Marina afirma que sorvetes de frutas do cerrado com baixo valor energético ganham espaço cada vez maior na mesa dos consumidores.

"Estas frutas oferecem grande variedade de sabores e aromas, possuem quantidades significativas de vitaminas, propriedades funcionais e medicinais. É aí que entra a mangaba [Hancornia speciosa], que apresenta boa digestibilidade, alto valor nutritivo e consideráveis teores de proteína e vitamina C", conclui.

Outra vantagem é que o sorvete é adequado para pessoas com intolerância à lactose.


Ver mais notícias sobre os temas:

Alimentação e Nutrição

Dietas e Emagrecimento

Plantas Medicinais

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.