Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

28/05/2012

Mundo precisa de tratado internacional para pesquisas médicas

Redação do Diário da Saúde

Medicina para todos

O mundo precisa de um tratado internacional para tornar mais justo, mais eficiente e mais igualitário o sistema mundial de saúde, sobretudo na busca por tratamentos mais eficazes e no desenvolvimento de novos medicamentos.

É o que defendem Ellen Hoen (Universidade de Amsterdan), Suerie Moon (Universidade de Harvard) e Jorge Bermudez (Fundação Oswaldo Cruz), em um artigo divulgado pela renomada PLoS Medicine.

Segundo eles, esse tratado internacional, basicamente um tratado sobre pesquisa e desenvolvimento, deverá se basear no entendimento de que um sistema de saúde financeira e politicamente estável precisará da contribuição de todos, e deverá garantir que todos se beneficiem dos esforços.

"A inovação na área médica e o acesso aos frutos do progresso científico não são mais preocupações políticas restritas ao nível nacional ou apenas aos países ricos," escrevem eles.

"Em uma era de interdependência na saúde, ferramentas efetivas para a governança global são necessárias para gerar pesquisas e desenvolvimentos médicos como um bem público global, que possa produzir benefícios para todos," propõe a equipe.

Pesquisas para todos

Segundo os cientistas, o atual sistema de pesquisa e desenvolvimento de novos medicamentos não atende às necessidades da maioria da população mundial, 80% da qual vive em países em desenvolvimento.

Por exemplo, não existe um sistema global de regras que garanta que os novos medicamentos estejam ao alcance de quem mais precisa deles, e não existe financiamento para pesquisas de doenças que afetam predominantemente os mais pobres.

Segundo os pesquisadores, esforços nesse sentido têm sido aleatórios, fragmentados e insuficientes.

"Um sistema no qual todos os países contribuam com recursos e com conhecimento formará a base de arranjos de governança mais equitativos, nos quais as populações mais afetadas tenham uma voz mais forte na tomada de decisões," conclui o artigo.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde Pública

Ética

Desenvolvimento de Medicamentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão