Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

31/03/2012

Tumor é destruído em meia hora com campos magnéticos

Redação do Diário da Saúde
Tumor é destruído em meia hora com campos magnéticos
O cientista se diz extremamente otimista com a descoberta, mas salienta que serão necessários estudos com animais maiores antes que se possa considerar um teste em humanos. [Imagem: UGA]

Cirurgia magnética

Usando nanopartículas e campos magnéticos, cientistas da Universidade da Geórgia (EUA) destruíram tumores cancerígenos em meia hora.

Os experimentos, realizados em camundongos, destruíram tumores de cabeça e pescoço, alguns dos tipos de câncer de mais difícil tratamento.

Avaliações posteriores não detectaram nenhum efeito colateral nos tecidos celulares ao redor dos tumores.

A descoberta foi publicada na revista Theranostics, que divulga um campo emergente de pesquisas no qual o diagnóstico e o tratamento podem ser feitos em um único passo - o termo é uma junção de therapy e diagnostics.

Hipertermia

O tratamento usa partículas microscópicas - as nanopartículas - de óxido de ferro, que sofrem um processo de hipertemia, um leve aquecimento, acima da temperatura normal do organismo.

O aquecimento é induzido por um campo magnético alternado, gerado por um aparelho externo.

Qun Zhao e seus colegas constataram que o tratamento destrói facilmente as células de tumores cancerosos que são compostas inteiramente de um tipo de tecido que cobre a superfície de um "corpo", chamado de epitélio.

Futuros passos

O cientista se diz extremamente otimista com a descoberta, mas salienta que serão necessários estudos com animais maiores antes que se possa considerar um teste em humanos.

Além disso, durante o experimento, a aplicação das nanopartículas - 0,5 mililitro, mais ou menos um décimo de uma colher de café - foi feita de forma intrusiva, por meio de uma cirurgia na cobaia.

A meta é utilizar nanopartículas biodegradáveis, que possam ser injetadas pela corrente sanguínea, algo que já vem sendo pesquisado por inúmeras equipes ao redor do mundo, na criação das chamadas drogas inteligentes.


Ver mais notícias sobre os temas:

Câncer

Nanotecnologia

Neurociências

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?