Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

13/02/2014

Um toque de amor é crítico para os bebês prematuros

Redação do Diário da Saúde
Um toque de amor é crítico para os bebês prematuros
As crianças apresentaram melhores habilidades cognitivas e melhores habilidades executivas em testes que foram repetidos dos seis meses aos dez anos. [Imagem: World Health Organization]

Deixar os bebês prematuros isolados e sem contato físico não é a melhor forma de garantir seu bom desenvolvimento a curto ou a longo prazo.

Na verdade, o benefício que os bebês prematuros obtêm com o contato pele-a-pele com suas mães é mensurável mesmo 10 anos após seu nascimento.

A conclusão, de que o contato físico com os bebês é essencial para o seu desenvolvimento físico e psicológico, é da equipe da Dra. Ruth Feldman, da Universidade de Yale (EUA).

Segundo ela, esta lição está sendo aprendida da maneira mais difícil, uma vez que as crianças deixadas por longos períodos em hospitais e orfanatos têm desenvolvido muitos problemas, que vão da depressão a uma falta total de engajamento social.

O que os pesquisadores queriam então saber era quais os tipos de contato são necessários e quais são os efeitos benéficos de enriquecer o contato físico com esses bebês.

Método Canguru

No estudo, que durou 10 anos, fez-se uma comparação do cuidado padrão dos recém-nascidos prematuros, colocados em incubadoras, com o chamado "Método Canguru", desenvolvido originalmente para lidar com o risco de hipotermia nos bebês prematuros, sobretudo onde não há acesso suficiente a incubadoras. Este método, em essência, usa o calor do corpo da mãe para manter seus bebês aquecidos.

Mas os dados mostraram que os benefícios foram muito além do calor momentâneo, o que ficou patente quando as crianças foram avaliadas sete vezes ao longo dos primeiros dez anos de vida.

Durante o primeiro semestre de vida, as mães do grupo do Método Canguru mostraram-se mais sensíveis e manifestaram um comportamento mais maternal em relação a seus filhos.

As crianças desse grupo, por sua vez, apresentaram melhores habilidades cognitivas e melhores habilidades executivas em testes que foram repetidos dos seis meses aos dez anos.

Aos dez anos de idade, as crianças que receberam o contato materno quando bebês mostraram-se mais organizadas, com melhor resposta neuroendócrina ao estresse, funcionamento mais maduro do sistema nervoso autônomo e melhor controle cognitivo.

Nascimentos prematuros

O nascimento prematuro é um problema importante de saúde no mundo, com cerca de 12% das crianças nascendo prematuramente nos países mais ricos, e significativamente mais do que isso nas regiões mais pobres.

O Método Canguru é uma intervenção de fácil aplicação, com um custo mínimo e, agora se sabe, com um impacto multidimensional de longo prazo sobre o desenvolvimento da criança.


Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com o Recém-nascido

Gravidez

Sentimentos

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Cientistas dizem ter descoberto cura definitiva para alcoolismo

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?