Urologista deve dar mais atenção à alma do homem

Sobrecarga emocional dos homens

Para o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia-SP, o mundo moderno sobrecarrega o homem, que tende a esconder seus problemas e seus sentimentos.

O correto diagnóstico clínico e um eficiente tratamento para uma doença não devem esgotar os cuidados do urologista com o seu paciente do sexo masculino. "Precisamos olhar mais a alma do homem que nos procura", enfatizou o médico Ubirajara Ferreira para cerca de 1,2mil urologistas na manhã desta quinta feira, 14, na sessão de abertura da XI Jornada Paulista de Urologia, em Campos do Jordão (SP). Promovido pela seção paulista da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU-SP), o evento será realizado até este sábado.

Professor titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e presidente da SBU-SP, Ferreira disse que as exigências do mundo moderno exercem uma sobrecarga emocional tanto nos homens como nas mulheres. Ele comparou, porém, que "enquanto as mulheres conseguem assumir seus problemas e falar sobre eles, os homens fazem o oposto - negam a existência de problemas, inclusive de doenças, e fecham-se em si mesmos".

Essência da masculinidade

Ferreira observou que essa postura é refletida em todas as áreas da medicina, mas especialmente na urologia, em razão de estar relacionada à "essência da masculinidade", disse. "A disfunção erétil e a infertilidade, por exemplo, são problemas que fragilizam profundamente o homem e que podem colocá-lo numa posição de perdedor", disse Ferreira. Por isso, ele acentuou a seus colegas, "precisamos olhar mais para a alma dos que nos procuram; precisamos entender melhor a essência daquele homem que está em nossa frente em busca de uma resposta para um problema que diz respeito não somente à sua virilidade, mas principalmente à condição de reprodutor da espécie e de parceiro de uma mulher que tem expectativas em relação a ele", afirmou.

Pílula anticoncepcional masculina

Para Ubirajara Ferreira o urologista precisa começar a entender e tratar o homem de uma maneira mais ampla, também em função de novidades que, segundo ele, ajudarão a interferir ainda mais na conduta e na saúde masculina. Ele citou como exemplo o lançamento recente, na China, da pílula anticoncepcional masculina. "Obviamente haverá um lado divertido, mas é possível que esse anticoncepcional terá efeitos colaterais e também muito provável que resultará em situações novas na vida dos casais", disse. "Por exemplo, existindo pílulas tanto para a mulher como para o marido, qual dos dois vai tomar?".

Reposição hormonal para homens

Outro aspecto que, mesmo ainda controverso, já é conhecido pelo universo feminino e está ganhando espaço na vida masculina é a reposição hormonal. Ferreira observa que o tema ainda está em aberto, mas lembra que já existem terapias de reposição de testosterona para homens que apresentam baixas taxas desse hormônio. "Reposição hormonal, sim ou não? Esse é mais um tema que teremos de saber encaminhar com o homem que nos procura".

Saúde do Homem

De modo a contribuir para que seus associados aprimorem seus conhecimentos sobre o universo masculino, a SBU-SP produziu e está distribuindo os quatro fascículos da coleção Saúde do Homem. Cada fascículo enfoca um tema: Saúde sexual; Cânceres; Perfil laboratorial do homem; e Tudo sobre o check-up.

Em agosto, a entidade vai realizar, em São Paulo, em evento para discutir exclusivamente a saúde do homem. "O Brasil já conta com políticas de saúde da mulher, da criança e do idoso; está na hora de termos também uma política nacional de saúde do homem", finalizou Ubirajara Ferreira.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde do Homem

Sexualidade

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.