Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

27/09/2013

Vacina personalizada pode curar infecções crônicas

Redação do Diário da Saúde

Uma descoberta feita por cientistas de Instituto A-STAR de Cingapura trouxe a esperança para uma nova estratégia de tratamento personalizado.

A técnica consiste em usar o sangue do próprio paciente para desenvolver uma vacina que destrói a infecção.

Esta seria uma estratégia de tratamento mais eficaz e mais barata para milhões de pessoas em todo o mundo que sofrem de infecções crônicas.

Vacinas contra infecções

Os medicamentos antivirais não são totalmente eficazes contra vírus como os da hepatite B e hepatite C, entre outros casos.

As vacinas são um meio potencialmente eficaz para tratar infecções virais crônicas desse tipo porque poderiam eliminar o vírus naturalmente, sem os efeitos colaterais dos medicamentos.

Contudo, as vacinas contra infecções crônicas são difíceis de produzir porque esses pacientes já têm respostas imunológicas fracas, ou porque a vacina não é eficaz devido à diversidade genética entre os vírus.

A equipe do Professor Antonio Bertoletti descobriu que os monócitos, um tipo de glóbulo branco do sangue que pode ativar uma resposta imunológica, é capaz de capturar o vírus que afeta os pacientes infectados cronicamente e utilizar esse mesmo vírus capturado para reforçar a resposta imunológica do paciente.

Cure-se a si mesmo

Ao utilizar um antígeno viral já presente no sangue do paciente que sofre de uma doença crônica, esta estratégia redefine as vacinas terapêuticas, uma vez que não há necessidade de isolar as proteínas virais, purificá-las para então inativá-las para criar uma vacina.

Todas as proteínas presentes no vírus podem ser utilizadas para criar uma vacina personalizada para cada indivíduo.

Isto também significa que muitos dos problemas complexos associados com as atuais terapias de vacina contra as infecções crônicas podem ser superados - tais como o problema da diversidade genética dos vírus.

"A mobilização do sistema imunológico para utilizar o vírus dentro do paciente para fazer uma vacina é uma ideia simples que poderia levar a uma vacina personalizada, mas amplamente aplicável, contra infecções crônicas," disse o professor Bertoletti.


Ver mais notícias sobre os temas:

Vacinas

Infecções

Sistema Imunológico

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão