Vibração de corpo inteiro é tão eficaz quanto exercícios físicos?

Vibração de corpo inteiro

Se nem mesmo os efeitos contra o envelhecimento dos exercícios físicos são suficientes para convencê-lo a se mexer, e só pensar em qual tipo de exercício queima mais calorias lhe deixa cansado, então esta pode ser a notícia que você estava esperando.

Uma forma muito menos extenuante de atividade física, conhecida como "Vibração de Corpo Inteiro", consegue gerar os mesmos benefícios musculares e ósseos que os exercícios regulares - ao menos em camundongos.

A vibração de corpo inteiro consiste em se colocar sobre uma plataforma vibratória, seja sentado, deitado ou de pé. Quando a máquina vibra, ela transmite energia para o corpo inteiro, fazendo com que os músculos se contraiam e relaxem várias vezes por segundo.

"Nosso estudo é o primeiro a mostrar que a vibração de corpo inteiro pode ser tão eficaz quanto os exercícios no combate a algumas das consequências negativas da obesidade e do diabetes," disse a professora Meghan McGee-Lawrence, da Universidade de Augusta (EUA).

"Embora a vibração de corpo inteiro não tenha resolvido totalmente os problemas na massa óssea dos camundongos obesos em nosso estudo, ela aumentou a formação óssea global, sugerindo que tratamentos de longo prazo podem ser promissores também para a prevenção da perda óssea," acrescentou.

Benefícios metabólicos

Os pesquisadores examinaram dois grupos de camundongos, um grupo normal e outro grupo geneticamente modificado para ser insensível ao hormônio leptina, que produz a sensação de saciedade após as refeições, o que os torna obesos.

Os camundongos de cada grupo foram distribuídos em turmas sedentárias, exercícios na esteira ou vibrações de corpo inteiro em um programa de exercícios de 12 semanas. A vibração foi aplicada durante 20 minutos a uma frequência de 32 Hz, com aceleração de 0,5 g a cada dia. Os camundongos no grupo da esteira caminharam por 45 minutos diários em uma rampa com pequena inclinação. O terceiro grupo não fez exercícios.

Os camundongos obesos registraram benefícios metabólicos semelhantes tanto na vibração de corpo inteiro quanto na esteira, ganhando menos peso do que os camundongos obesos no grupo sedentário, apesar de permanecerem mais pesados do que os animais com peso normal. A esteira e a vibração também aumentaram a massa muscular e a sensibilidade à insulina dos camundongos obesos. Não houve efeitos significativos nos camundongos saudáveis.

"Esses resultados são encorajadores," disse Meghan. "No entanto, como o nosso estudo foi realizado em camundongos, esta ideia precisa ser rigorosamente testada em seres humanos para ver se os resultados seriam aplicáveis às pessoas."

Digno de nota, vários estudos levantam preocupações de natureza laboral quando os trabalhadores ficam sujeitos a vibrações contínuas por longos períodos, como no caso de britadeiras e trabalho com equipamentos pesados.

O estudo foi publicado na revista Endocrinology, da Sociedade Endócrina dos EUA.


Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Diversão

Dietas e Emagrecimento

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.