Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

16/01/2015

Seis práticas de vida saudável para o coração das mulheres

Redação do Diário da Saúde

Seis práticas saudáveis para mulheres

Pesquisadores que acompanharam cerca de 70.000 mulheres por 20 anos concluíram que três quartos (75%) dos ataques cardíacos em mulheres jovens poderiam ser evitados se elas tivessem seguido seis práticas de vida saudáveis.

"Embora as taxas de mortalidade por doenças do coração [nos EUA] estejam em declínio constante nas últimas quatro décadas, as mulheres com idade entre 35 e 44 anos ainda não experimentaram essa mesma redução," ressalta Andrea Chomistek, principal autor do estudo. "Esta disparidade pode ser explicada por escolhas de vida pouco saudáveis."

Os hábitos saudáveis recomendados para essas mulheres são:

  1. Não fumar.
  2. Ter um índice de massa corporal normal.
  3. Fazer atividade física por pelo menos 2,5 horas por semana.
  4. Assistir televisão sete horas ou menos por semana.
  5. Consumir no máximo uma dose de bebida alcoólica por dia, em média.
  6. Ter uma dieta de alta qualidade.

Melhor quatro que nenhum

Os pesquisadores constataram que as mulheres que aderiram a todas as seis práticas de vida saudáveis tiveram um risco 92% menor de ataque cardíaco e um risco 66% menor de desenvolver um fator de risco para doenças cardíacas.

Este menor risco significa que três quartos dos ataques cardíacos e quase a metade de todos os fatores de risco em mulheres mais jovens poderiam ter sido evitados se todas as mulheres tivessem aderido a todos os seis fatores de estilo de vida saudáveis, disseram os autores.

Para as mulheres que foram diagnosticadas com um fator de risco, a adesão a pelo menos quatro dos fatores de estilo de vida saudável foi associado com um risco significativamente menor de desenvolver doenças cardíacas quando comparadas com aquelas que não seguiram nenhuma das práticas de vida saudáveis.

Diagnósticos

Durante os 20 anos de acompanhamento, 31.691 mulheres foram diagnosticadas com um ou mais fatores de risco de doenças cardiovasculares, incluindo diabetes tipo 2, pressão arterial alta ou níveis elevados de colesterol no sangue - 456 delas tiveram efetivamente ataques cardíacos.

A idade média das mulheres era de 37,1 anos no início do estudo; a idade média de um diagnóstico de doença cardíaca foi 50,3 anos, e a idade média para o diagnóstico com um fator de risco para doença cardíaca foi de 46,8 anos.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde da Mulher

Coração

Qualidade de Vida

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Vacina contra dengue pode fazer mais mal que bem em alguns locais

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão

Carne vermelha todo dia faz mal? Especificamente que mal?