Você tem um chefe ruim? Vá para outro emprego. Ou para o hospital.

Efeitos colaterais de um chefe ruim

Um estudo feito na Suécia demonstrou que chefes arbitrários e insensíveis não apenas elevam o estresse no ambiente de trabalho, como também aumentam o risco de doenças cardiovasculares nos seus funcionários.

Os pesquisadores do Instituto Karolinska e da Universidade de Estocolmo acompanharam o histórico e as ocorrências relacionadas à saúde de de 3 mil funcionários, todos homens, com idades entre 19 e 70 anos, por um período de quase dez anos.

Chefe ruim faz mal ao coração

Os pesquisadores encontraram uma forte correlação entre um mau gerenciamento e o risco de distúrbios cardíacos graves e ataques do coração nos funcionários que trabalham sob a coordenação desses chefes.

Durante a pesquisa, Foram registrados 74 casos - entre fatais e não-fatais - de ataques cardíacos ou angina instável, marcada por dores ou desconfortos no peito ou em áreas adjacentes, causados pelo fluxo inadequado de sangue no coração.

Avaliação dos chefes pelos subordinados

Os voluntários que participaram do estudo avaliaram o estilo de liderança de seus gerentes em aspectos como a clareza no estabelecimento de objetivos e a habilidade do chefe em se comunicar e dar feedback aos funcionários sobre como ele avaliava o desempenho individual.

Cruzando os resultados dos questionários com as ocorrências médicas, os pesquisadores constataram que, quanto mais competentes os funcionários consideravam seus gerentes, mais baixo era o seu risco de sofrer problemas cardíacos graves.

Os funcionários que avaliaram seus chefes como menos competentes apresentaram um risco 25% maior de apresentar um problema cardíaco grave. Esse risco aumenta com o tempo que o funcionário trabalha sob a coordenação do mau gerente. Os funcionários que ficaram mais do que quatro anos sob o comando de um mau gerente apresentaram um risco 64% maior de sofrer doenças cardíacas.

Os pesquisadores sugerem que as empresas tomem medidas para melhorar o desempenho dos gerentes utilizando a avaliação que seus subordinados façam deles.


Ver mais notícias sobre os temas:

Trabalho e Emprego

Relacionamentos

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2017 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.