Ver:

 Temas
 Enfermidades





RSS Diário da Saúde

Twitter do Diário da Saúde

02/04/2013

Identificadas regiões do genoma ligadas ao câncer de ovário

Com informações da Agência USP

Lixo que faz mal

Pesquisadores reunidos em consórcio internacional acabam de publicar resultados identificando e caracterizando novas regiões do genoma humano associadas ao risco do câncer de ovário.

O estudo teve a participação do professor Houtan Noushmehr, do Departamento de Genética da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

As regiões identificadas apresentam alterações em um único par de base e, segundo os pesquisadores, estão em partes do DNA não codificantes, ou seja, não estão nos 3% do genoma que produzem proteínas.

Embora até há pouco tempo os cientistas chamassem essas regiões de "DNA lixo", agora se sabe que elas são importantes na regulação da produção dessas proteínas. Regiões que controlam produção de proteína estão ligadas ao câncer de ovário

Os pesquisadores identificaram uma associação dessas regiões que controlam a produção de proteína com o câncer de ovário.

Mais pesquisas serão necessárias para determinar a verdadeira função biológica dessa região do DNA, mas o trabalho contribui para o estabelecimento de bases para a medicina genômica pessoal, segundo o professor Noushmehr. Ele é coautor em 2 dos 13 artigos publicados em 27 de março nas revistas Human Molecular Genetics, American JournalofHumanGenetics, PLoSGenetics, NatureGenetics e Nature Communications.

Os resultados publicados agora são frutos do trabalho de um grupo com mais de 100 pesquisadores reunidos em consórcio de colaboração internacional dos Estados Unidos e Reino Unido, o Collaborative oncological gene-environment study (CPV), do qual Noushmehr faz parte. Também utilizaram grande quantidade de dados gerados por outros grandes consórcios de pesquisadores, como The CancerGenome Atlas (TCGA), ENCOD e "GWAS".


Ver mais notícias sobre os temas:

Genética

Câncer

Softwares

Ver todos os temas

Mais lidas na semana:

O que é melhor: Meditação ou Férias?

Os muitos mitos sobre as Dores nas Costas

Carne e barbatana de tubarão contêm altos níveis de neurotoxinas

Dor de cabeça: Conheça aquelas que exigem tratamento

Medicamento desenvolvido no Brasil combate origem da hipertensão