Luz à noite impede ação de medicamento contra câncer de mama

A exposição à luz durante a noite, desligando a produção noturna do hormônio melatonina, torna o câncer de mama completamente resistente ao tamoxifeno, um medicamento contra o câncer de mama amplamente utilizado.

O alerta surpreendente está em um artigo publicado na revista científica Cancer Research, de autoria da equipe dos professores Steven Hill e David Blask, da Universidade Tulane (EUA).

Escuridão e melatonina

"Na primeira fase do estudo, mantivemos animais por várias semanas em um ciclo diário de luz/escuro de 12 horas de luz seguidas por 12 horas de escuridão total - a melatonina aumenta durante a fase escura," explica o professor Hill.

"No segundo experimento, expusemos os animais ao mesmo ciclo diário claro/escuro. No entanto, durante a fase de 12 horas de escuridão, os animais foram expostos a uma luz extremamente fraca à noite, aproximadamente equivalente à luz fraca vinda por baixo de uma porta, o que fez os níveis de melatonina serem suprimidos," completa ele.

A melatonina por si só retarda a formação de tumores do câncer de mama e diminui significativamente seu crescimento, mas o tamoxifeno causou uma regressão dramática dos tumores nos animais com altos níveis de melatonina noturna durante a completa escuridão e naqueles que receberam suplemento de melatonina durante a exposição à luz fraca à noite.

Mas o efeito do medicamento foi inibido simplesmente pela presença da luz fraca à noite e a consequente redução na produção de melatonina.

Acordando o câncer

Segundo os pesquisadores, estes resultados têm implicações potencialmente enormes para as mulheres que estão sendo tratadas do câncer de mama com tamoxifeno, sobretudo porque é comum a exposição à luz durante a noite devido a problemas de sono, turnos de trabalho ou exposição à luz das telas de computador e TV que permanecem ligados.

"Altos níveis de melatonina à noite colocam as células do câncer de mama para 'dormir', desligando mecanismos-chave de seu crescimento. Estas células são vulneráveis ao tamoxifeno. Mas quando as luzes estão acesas e a melatonina é suprimida, as células do câncer de mama 'acordam' e ignoram o tamoxifeno," disse o Dr. Blask.


Ver mais notícias sobre os temas:

Saúde da Mulher

Sono

Câncer

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.