Mulheres são mais olhadas - inclusive por outras mulheres

Mulheres são mais olhadas - inclusive por outras mulheres
Mary Jean Amon vê sinais de objetificação na forma como as mulheres são olhadas, ainda que o mesmo aconteça quando são outras mulheres que olham.
[Imagem: Lisa Ventre/University of Cincinnati]

Olhadas

Um homem olhar para uma mulher, ou uma mulher olhar para um homem, parecem ser atitudes triviais e "normais".

Não para Mary Jean Amon, uma pesquisadora da Universidade de Cincinnati (EUA), que se dispôs a examinar a fundo a relação entre a atenção visual e o gênero em diferentes grupos sociais.

De forma nem um pouco surpreendente, ela constatou que as mulheres são olhadas com mais frequência e por períodos mais longos de tempo.

O que surpreendeu é que as mulheres são olhadas com mais frequência e por períodos mais longos tanto por homens quanto por outras mulheres.

"O que descobrimos é que as mulheres em geral são olhadas com mais frequência," confirma Mary Jean. "Elas são olhadas primeiro, são olhadas por último, e são olhadas por períodos mais longos, e isto ocorreu para espectadores tanto do sexo masculino, quanto do sexo feminino."

Objetificação

Os padrões de visualização - o jeitão das olhadas - dos participantes foram, sem que eles soubessem, acompanhados por um aparelho de rastreamento dos olhos para registrar para onde exatamente cada um olhava.

As olhadas eram dirigidas para fotos, que foram agrupadas em diferentes cenários, incluindo fotos individuais, de casais e grupos de ambos os sexos, sempre mesclados em proporções iguais por sexo.

A pesquisadora interpreta os resultados afirmando que eles dão suporte à teoria da objetificação, que sugere que as mulheres são frequentemente avaliadas por sua aparência física.

Essa teoria da objetificação tem sido contestada por outras pesquisas, que demonstram que as mulheres também olham para os homens de forma diferente e que olhar para um homem aumenta a temperatura corporal das mulheres.

Além disso, o comportamento de uma mulher quando olha para outra mulher não cede a interpretações tão fáceis.


Ver mais notícias sobre os temas:

Gênero

Comportamento

Sexualidade

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2016 www.diariodasaude.com.br. Conteúdo publicado sob licença de www.sciencetolife.com. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.