29/01/2018

Hábitos de sono das crianças atrapalhados pelo uso de mídia desde cedo

Com informações da Umich
Hábitos de sono das crianças atrapalhados pelo uso de mídia desde cedo
Tem havido também preocupações de que a luz azul-violeta dos celulares prejudique a visão. Por outro lado, estudos concluíram que crianças se desenvolvem mais quando usam os eletrônicos.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Telas e sono

As crianças muito pequenas que passam mais tempo assistindo TV, jogando videogames ou usando computadores - especialmente meio escondidas antes de ir para a cama - dormem menos, podem ter depressão e ser obesas.

O aumento do uso de mídia está ligado a uma noite de sono mais curta e a sonecas mais longas durante o dia para essas crianças em idade pré-escolar, garantem Jessica Moorman e Kristen Harrison, Universidade de Michigan (EUA).

Pesquisas anteriores já indicavam que crianças com idades entre 2 e 5 anos só devem usar os dispositivos eletrônicos cerca de uma hora por dia para garantir seu crescimento e desenvolvimento saudável. Esta orientação, no entanto, raramente é seguida - neste estudo, as pesquisadoras constataram que o tempo diário dos pré-escolares em frente às telas foi mais que o dobro dessa recomendação.

Isso não é bom, porque o uso de eletrônicos pode estragar uma boa noite de descanso para as crianças, ameaçando sua capacidade de obter as 10-13 horas de sono que precisam por noite, escreveram Moorman e Harrison.

O sono inadequado das crianças tem sido associado à obesidade, depressão e ansiedade, como também com o desempenho escolar fraco e baixo comportamento social, como agir ou exibir agressão contra colegas.

Solução em família

As pesquisadoras avaliaram o uso de TV, aparelhos de vídeo, consoles de jogos, computador e o uso da internet entre 278 crianças da pré-escola, com idade média de 4 anos de idade. Pais e responsáveis responderam a um questionário sobre o comportamento de sono do seu filho. Eles relataram as horas noturnas de descanso, as sonecas diárias, e o tempo de uso da mídia eletrônica.

Em média, as crianças dormem cerca de 11 horas por dia. A maior parte do uso de mídia das crianças ocorreu após a escola durante a semana, à noite antes de dormir e nos fins de semana.

Cerca de 19% das crianças tinham televisores em seu quarto e 17% tinham duas TVs no quarto. Mais de 23% tinham um DVD e 9% tinham um console de jogo de vídeo.

Não surpreendentemente, as crianças com televisores em seus quartos foram 127% mais propensas a se envolver em uso "escondido" de mídia em comparação com aqueles sem uma TV em seu quarto.

Moorman conta que as crianças flagradas usando mídia quando deveriam estar dormindo descansavam menos à noite, cochilavam mais tempo durante o dia e iam mais tarde para a cama durante a semana, em comparação com o grupo de crianças que usam menos os eletrônicos.

As pesquisadoras constataram as crianças com maior problema de eletrônicos atrapalhando o sono têm pais que também são intensos usuários dos eletrônicos. Isto sugere que as famílias devem responder a estas preocupações com o sono como um grupo, e não apenas com medidas para as crianças mais jovens.

Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Cuidados com a Família

Sono

Educação

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.