20/07/2020

Chip-laboratório detecta tipo de sangue em minutos

Redação do Diário da Saúde
Chip-laboratório detecta tipo de sangue em minutos
O chip-laboratório mostra os resultados visualmente em 5 minutos, sem precisar de nenhum aparelho adicional.
[Imagem: Tokyo University of Science]

Microlaboratório

A necessidade de se certificar do grupo sanguíneo do paciente pode atrasar transfusões de sangue em situações de emergência, algo que pode ser fatal.

Para acelerar esse processo, uma equipe da Universidade de Ciências de Tóquio (Japão) desenvolveu um dispositivo do tipo microlaboratório - ou laboratório em um chip - que pode não apenas determinar o tipo de sangue em cinco minutos, como também permite que a equipe médica leia os resultados através de inspeções visuais simples, sem precisar ficar esperando por resultados vindo de outra equipe.

Para testar o biochip, a equipe examinou amostras de sangue de 10 doadores e obteve resultados precisos para todas as 10 amostras. O tempo necessário para determinar o tipo de sangue de uma única amostra foi de apenas cinco minutos.

"O avanço das tecnologias de exames de sangue simples e rápidas baseadas em chips levará à simplificação do atendimento médico em situações de emergência e reduzirá enormemente os custos e o trabalho necessário de partes da equipe médica," ressaltou o professor Masahiro Motosuke.

Dada a natureza altamente portátil do chip, o professor Motosuke afirma que ele poderá vir a ser usado durante o transporte médico aéreo e em ambientes de resposta a desastres.

Como saber o tipo sanguíneo

Existem quatro tipos principais de sangue - O, A, B e AB. Esses tipos diferem com base na presença ou ausência de estruturas chamadas antígenos A e B na superfície dos glóbulos vermelhos. E os tipos podem ser divididos em positivos e negativos com base na presença ou ausência dos antígenos D nos glóbulos vermelhos.

Para descobrir qual é o tipo sanguíneo de um paciente, uma amostra do seu sangue é avaliada colocando-a em contato com os antígenos A e B. Quando os anticorpos reconhecem os antígenos correspondentes, eles se ligam a eles, fazendo com que as células do sangue se agrupem e o sangue coagule. Assim, combinações específicas antígeno-anticorpo nos dizem qual é o tipo sanguíneo de uma amostra de sangue.

Embora o conceito pareça simples, o equipamento e as técnicas necessárias geralmente são muito especializados. Os testes, portanto, não são portáteis, precisam de pessoal especializado e podem levar mais de meia hora, o que é muito em vários tipos de situações de emergência.

O novo chip, totalmente automatizado, determina de forma rápida e confiável o tipo de sangue de um paciente porque possui um "microlaboratório" com vários compartimentos pelos quais a amostra de sangue viaja em sequência, sendo processada até que os resultados sejam obtidos.

Além disso, o chip dispensa qualquer equipamento óptico especializado para ler os resultados: O projeto das câmaras do detector permite a fácil identificação do sangue coagulado a olho nu. O dispositivo também é altamente sensível e pode até detectar uma coagulação muito fraca.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Fully-automatic blood-typing chip exploiting bubbles for quick dilution and detection
Autores: Ken Yamamoto, Ryosuke Sakurai, Masahiro Motosuke
Publicação: Biomicrofluidics
DOI: 10.1063/5.0006264
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Biochips

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2020 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.