06/07/2021

Cientistas encontram parte do cérebro ativada pela espiritualidade

Redação do Diário da Saúde
Cientistas encontram parte do cérebro ativada pela espiritualidade
Estudos têm mostrado que a espiritualidade melhora a saúde independentemente da religião do paciente, o que tem ajudado a reatar os laços entre espiritualidade e medicina.
[Imagem: Arouck/Wikimedia]

Espiritualidade no cérebro

Mais uma vez, cientistas afirmam ter encontrado no cérebro o "lar" das experiências espirituais.

A novidade agora é que eles usaram uma abordagem totalmente diferente do tradicional para mapear a espiritualidade e a religiosidade no cérebro.

As pesquisas sobre a neurociência da espiritualidade e da religiosidade têm sido esparsas, embora mais de 80% das pessoas em todo o mundo se consideram religiosas ou espirituais.

Os estudos feitos até agora têm usado neuroimagem funcional, em que um indivíduo passa por uma varredura cerebral enquanto realiza uma tarefa para ver quais áreas do cérebro se iluminam. Mas esses estudos de correlação fornecem uma imagem irregular e frequentemente inconsistente dos locais do cérebro ativados pela espiritualidade.

Michael Ferguson e seus colegas do Brigham and Women's Hospital (EUA) decidiram então adotar uma abordagem totalmente diferente para mapear a espiritualidade e a religiosidade: Eles usaram uma técnica chamada mapeamento de rede de lesões, que permite mapear comportamentos humanos complexos para circuitos cerebrais específicos com base na localização de lesões cerebrais em pacientes.

A conclusão da equipe é que a espiritualidade ativa um circuito cerebral específico, a substância cinzenta periaquedutal (PAG), uma região do tronco cerebral envolvida em várias funções, incluindo o condicionamento do medo, a modulação da dor, comportamentos altruístas e até o amor incondicional.

"Nossos resultados sugerem que a espiritualidade e a religiosidade estão enraizadas na dinâmica neurobiológica fundamental e profundamente entrelaçadas em nosso neurotecido," disse Ferguson. "Ficamos surpresos ao descobrir que este circuito cerebral para a espiritualidade está centrado em uma das estruturas do cérebro mais preservadas do ponto de vista evolucionário."

Cientistas encontram parte do cérebro ativada pela espiritualidade
: Espiritualidade e saúde: Cure a si mesmo.
[Imagem: Utar Sigmal/Wikimedia]

Nódulos positivos e nódulos negativos

Em sua pesquisa, a equipe aproveitou um conjunto de dados publicado anteriormente que incluiu 88 pacientes neurocirúrgicos que foram submetidos a cirurgia para remover um tumor cerebral - as localizações das lesões estavam distribuídas por todo o cérebro. Os pacientes responderam a uma pesquisa que incluiu perguntas sobre aceitação espiritual antes e depois da cirurgia.

A equipe validou esses primeiros resultados usando um segundo conjunto de dados composto por mais 100 pacientes com lesões causadas por traumatismo craniano penetrante em combate durante a Guerra do Vietnã. Esses participantes também responderam a questionários que incluíam questões sobre religiosidade.

Dos 88 pacientes neurocirúrgicos, 30 apresentaram uma diminuição na crença espiritual autorreferida antes e depois da ressecção do tumor cerebral neurocirúrgico, 29 apresentaram um aumento e 29 não apresentaram nenhuma mudança.

Apesar de esses números praticamente idênticos não apontarem qualquer rumo claro, os cientistas concluíram que é possível apontar a espiritualidade autorrelatada como residente em um circuito cerebral específico, centrado na massa cinzenta periaquedutal. Isto porque o circuito incluiu o que eles chamam de "nódulos positivos" e "nódulos negativos" - lesões que interromperam esses nódulos diminuíram ou aumentaram, respectivamente, as crenças espirituais autorreferidas.

Como apoio às suas conclusões, os cientistas citam relatos episódicos de pacientes que se tornaram hiper-religiosos após experimentar lesões cerebrais que afetaram os nódulos negativos do circuito.

"É importante observar que essas sobreposições podem ser úteis para a compreensão de características e associações compartilhadas, mas esses resultados não devem ser interpretados de forma exagerada," reconheceu Ferguson. "Por exemplo, nossos resultados não implicam que a religião seja uma ilusão, que figuras religiosas históricas sofreram da síndrome do membro alienígena ou que a doença de Parkinson surge devido à falta de fé religiosa. Em vez disso, nossos resultados apontam para as raízes profundas das crenças espirituais em uma parte do nosso cérebro que está envolvida em muitas funções importantes."

Checagem com artigo científico:

Artigo: A neural circuit for spirituality and religiosity derived from patients with brain lesions
Autores: Michael A. Ferguson, Frederic L.W.V.J. Schaper, Alexander Cohen, Shan Siddiqi, Sarah M. Merrill, Jared A. Nielsen, Jordan Grafman, Cosimo Urgesi, Franco Fabbro, Michael D. Fox
Publicação: Biological Psychiatry
DOI: 10.1016/j.biopsych.2021.06.016
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Espiritualidade

Cérebro

Neurociências

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.