Como seus amigos do Facebook ferem você sem querer

Como seus amigos do Facebook ferem você sem querer
Vários estudos já mostraram que o Facebook torna as pessoas menos felizes, embora isso possa variar de acordo com a forma como você o utiliza.
[Imagem: CC0 Creative Commons]

Deixado de lado pelos amigos

Os sites de mídia social, como o Facebook, por vezes apresentam aos usuários informações de exclusão social que geram emoções negativas nos usuários que as leem.

Os efeitos de curto prazo dessas postagens podem afetar os processos de raciocínio, de forma a tornar os usuários menos felizes e até mesmo mais suscetíveis a mensagens publicitárias.

Esta foi a conclusão da equipe do professor Michael Stefanone, da Universidade de Buffalo (EUA).

O que é digno de nota é que a "exclusão social" a que os pesquisadores se referem não é intencional. Os usuários não estão compartilhando insensivelmente informações de exclusão com seus amigos. Os sites de mídia social, no entanto, devido ao seu próprio mecanismo de funcionamento, disponibilizam a maior parte das informações de um amigo para os outros, e as consequências resultantes da interpretação dessas mensagens são significativas.

Por exemplo, você não precisa dizer que está se divertindo neste momento em um festa a um amigo específico que não foi convidado: a plataforma cuida disso para você. É a esse tipo de "exclusão social" que os pesquisadores se referem.

"Estes resultados são convincentes," disse Stefanone. "Estamos usando essas tecnologias diariamente e elas estão levando informações aos usuários sobre suas redes [de amigos], que é o que os sites são projetados para fazer, mas no final há um efeito negativo no bem-estar das pessoas".

"Essas descobertas não são significativas apenas porque estamos falando sobre as emoções dos indivíduos, mas também porque levanta questões sobre como a exposição a essas interações afetam a atuação cotidiana. Pesquisas offline sugerem que a exclusão social evoca várias consequências físicas e psicológicas, como a redução dos pensamentos cognitivos complexos. Considerando a quantidade de tempo que os indivíduos passam on-line, é importante investigar os efeitos da exclusão social on-line," destaca Jessica Covert, coautora do estudo.

Excluído pelos amigos

À primeira vista, as postagens identificadas no estudo parecem inofensivas. São aquelas que envolvem os usuários vendo mensagens de amigos participando de eventos para os quais eles não foram convidados.

Isso acontece o tempo todo, certo?

"Sim", diz Stefanone. "Aconteceu comigo na noite passado. Eu vejo meus amigos fazendo algo enquanto estou sentado em casa. Não é devastador, mas há aquele momento em que você se sente mal."

O ponto, diz ele, é que as mensagens podem ser interpretadas de uma maneira que as pessoas se sintam excluídas. E esse sentimento, por mais inócuo que pareça, não é facilmente deixado de lado.

"A exclusão social, mesmo algo que possa parecer trivial, é uma das sanções mais poderosas que as pessoas podem usar contra outras e pode ter efeitos psicológicos danosos. Quando os usuários veem esses sinais de exclusão pelos amigos - que realmente não os excluíram, mas eles interpretam dessa forma - eles começam a se sentir mal.

"Eu acho que a coisa mais importante que todos nós temos que lembrar é pensar cuidadosamente sobre o nosso relacionamento com essas corporações e essas plataformas de redes sociais. Elas não têm os nossos melhores interesses em mente," defendeu Stefanone.


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Emoções

Mente

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.