21/08/2019

Descoberto novo órgão sensível à dor na pele humana

Redação do Diário da Saúde
Descoberto novo órgão sensível à dor na pele humana
O novo órgão de dor no corpo humano é formado por células chamadas células de Schwann.
[Imagem: Hind Abdo et al. - 10.1126/science.aax6452]

Novo órgão de dor

Pesquisadores do Instituto Karolinska (Suécia) descobriram um novo órgão sensorial no corpo humano que é capaz de detectar danos mecânicos dolorosos e irritações ambientais perigosas.

O órgão é constituído por células da glia com múltiplas protuberâncias longas e que coletivamente formam um órgão semelhante a uma malha dentro da pele. Este órgão é sensível a danos mecânicos dolorosos, como picadas e pressão.

"Nosso estudo mostra que a sensibilidade à dor não ocorre apenas nas fibras nervosas da pele, mas também neste órgão sensível à dor agora descoberto. A descoberta muda nossa compreensão sobre os mecanismos celulares da sensação física e pode ser importante na compreensão da dor crônica," disse o professor Patrik Ernfors.

Em seu estudo, publicado na revista Science, a equipe descreve não apenas como o novo órgão é sensível à dor, mas também como ele é organizado em conjunto com os nervos sensíveis à dor na pele. A ativação do órgão resulta em impulsos elétricos no sistema nervoso que resultam em reações reflexas e na experiência de dor.

Analgésico

As células que compõem o órgão são altamente sensíveis aos estímulos mecânicos, o que explica como elas podem participar na detecção de picadas e pressão dolorosas.

Em experimentos, os pesquisadores também bloquearam o órgão e observaram uma diminuição na capacidade de sentir dor mecânica, o que abre a perspectiva de exploração deste novo conhecimento para tratar condições crônicas ou incidentais de dor.

Embora os cientistas por muito tempo tenham considerado que já havíamos descoberto tudo sobre os órgãos do corpo humano, esta é a terceira descoberta deste tipo em menos de dois anos: O interstício é outro órgão humano recém-descoberto, junto com o Mesentério.


Ver mais notícias sobre os temas:

Biologia

Cuidados com a Pele

Dores Crônicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.