Luz verde nas mãos faz exame de fluxo sanguíneo sem contato

Luz verde nas mãos faz exame de fluxo sanguíneo sem contato
Filmar a mão sendo iluminada por luz verde é suficiente para medir o fluxo sanguíneo, um importante indicador diagnóstico.
[Imagem: ITMO University]

Medir o fluxo sanguíneo

Pesquisadores russos desenvolveram um novo método sem contato para medir o fluxo sanguíneo nos membros superiores.

Medir o fluxo sanguíneo nos membros é um importante indicador diagnóstico. Ao mostrar com que eficácia o coração fornece sangue aos membros, podemos ver se o sistema cardiovascular está funcionando bem e se o fluxo sanguíneo está sendo regulado de forma eficaz.

Hoje, os médicos e pesquisadores geralmente usam métodos tensiométricos, conhecidos como pletismografia oclusiva, uma técnica que se baseia no registro de alterações no volume ou diâmetro de um membro devido a seu preenchimento com sangue durante a oclusão venosa - a oclusão ocorre quando o fluxo venoso é interrompido pela aplicação de uma leve pressão no braço, sem interromper as artérias.

O problema é que esses sistemas de medição com contato são difíceis de configurar e usar, são caros e requerem adaptação para cada paciente em particular.

Fotopletismografia

Para superar essas limitações, Alexei Kamshilin e seus colegas da Universidade ITMO e do Centro de Pesquisas Médicas Almazov (Rússia) desenvolveram um sistema sem contato usando luz verde.

A nova técnica também recebeu um nome esdrúxulo - fotopletismografia -, mas mostrou-se capaz de rastrear mudanças no suprimento sanguíneo da pele usando gravações de vídeo da absorção da luz verde pela pele.

Quando a luz verde atinge um glóbulo vermelho, a onda refletida muda de polarização. A câmera registra apenas esse sinal modificado e rastreia quando ele fica mais intenso. Durante a oclusão venosa, o aumento do número de glóbulos vermelhos, devido à expansão das pequenas veias da camada superior da pele, aumenta a intensidade do sinal porque há mais glóbulos vermelhos para refletir a luz.

Os resultados da nova técnica coincidiram quase que completamente com os resultados das medições tradicionais, mas é mais fácil de usar, mais barato e não exige alterações de um paciente para outro.

"Neste projeto de pesquisa, usamos quatro câmeras para medições sem contato para garantir o registro do sinal de todos os lados da mão. Vimos que a diferença não era tão grande, o que significa que no futuro as medições poderão ser realizadas com apenas uma câmera," disse Kamshilin.


Ver mais notícias sobre os temas:

Exames

Coração

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.