Medicina indígena supera remédios tradicionais no alívio da dor

Medicina indígena supera remédios tradicionais no alívio da dor
"A medicina tradicional indígena é um conhecimento que tem muito a acrescentar para a saúde da nossa população e poderia, tranquilamente, ser incluída entre as terapias complementares de saúde."
[Imagem: Eliseth Leão]

Medicina indígena

Os tratamentos da medicina tradicional indígena mostraram-se mais eficazes do que os remédios convencionais no tratamento da dor entre membros das tribos do Vale do Javari, no oeste do Amazonas.

"Fica bem evidente que, mesmo utilizando mais a medicina convencional, o alívio da dor vem mais com o uso do remédio da medicina tradicional indígena", contou a pesquisadora Elaine Barbosa de Moraes.

A pesquisadora ouviu 45 índios das etnias marubo, canamari e matis, dos quais 80% recorreram à medicina tradicional indígena para o tratamento da dor e 64,5% confirmaram a eficácia desse método. Entre os 87,7% que usaram a medicina convencional, tomando o chamado "remédio de branco", 22,2% disseram que o tratamento foi eficaz.

Os tratamentos indígenas mais usados são os chamados "remédios do mato", feitos com plantas e que são responsáveis pelo alívio da dor de 40% dos entrevistados. Existem ainda outras formas de tratar a dor, como, por exemplo, o uso de gordura animal, de enzimas, de banhos e de rituais de cura, conhecidos como pajelança.

Para Elaine, uma das causas da eficácia do tratamento indígena é o conhecimento deles sobre o uso de tudo que a floresta oferece: "A medicina tradicional indígena é um conhecimento que tem muito a acrescentar para a saúde da nossa população e poderia, tranquilamente, ser incluída entre as terapias complementares de saúde, assim como já foram incluídas outras terapias."

A pesquisadora destaca que o Brasil ainda carece de um bom estudo de todos esses tratamentos e de um mapeamento maior dos tratamentos da medicina tradicional indígena, para que os mesmos possam estar disponíveis para toda a população.

Versão dos brancos

Questionado sobre os resultados da pesquisa, o Ministério das Saúde destaca que são vários os fatores que permeiam as questões relacionadas à eficácia de "remédios de branco" e das práticas da medicina tradicional indígena. Um dos fatores é o acesso e conhecimento construído em torno desses saberes:

Segundo o ministério, a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas reconhece a eficácia da medicina tradicional indígena e estabelece sua articulação com o sistema oficial de saúde: "A orientação é para que os profissionais de saúde atuem em diálogo permanente com os saberes indígenas."

O Ministério da Saúde também empreende ações de educação permanente em saúde, com foco nas especificidades da saúde indígena. Atualmente, são oferecidos três cursos, e dois contam com participação de trabalhadores do Distrito Sanitário Especial Indígena do Vale do Javari", onde feita realizada a pesquisa.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Plantas Medicinais

Terapias Alternativas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.