30/07/2020

Remédio milenar derrota bactérias resistentes a antibióticos

Redação do Diário da Saúde
Remédio milenar derrota bactérias resistentes a antibióticos
A fórmula do remédio foi encontrada em um dos primeiros textos médicos escritos em inglês antigo.
[Imagem: Biblioteca Britânica]

Remédio natural contra bactérias

Enfrentar as superbactérias, que evoluíram para se tornar resistentes aos antibióticos, tem exigido o máximo de criatividade dos cientistas.

Essa resistência significa que infecções tidas como triviais podem se tornar fatais, e a comunidade médica teme que, em breve, possamos não dispor de medicamentos para enfrentar essas infecções.

Sem encontrar soluções pelos métodos tradicionais, Jessica Pardoe e colegas da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, decidiram focar suas pesquisas na chamada "medicina popular" - mais especificamente, em plantas e outros materiais naturais utilizados por nossos antepassados para lidar com as infecções, antes da descoberta dos antibióticos.

Em 2015, a equipe conseguiu reconstruir um medicamento usado 1.000 anos atrás, conhecido como "colírio de Bald", feito a partir de cebola, alho, vinho e sais biliares.

A fórmula apresentou "uma atividade antibacteriana promissora". Desde então, a equipe vem trabalhando para aprimorar os resultados, verificar os mecanismos de ação e verificar em quais casos o medicamento natural funciona.

Eles acabam de publicar os resultados dos estudos, que comprovam que o efeito bactericida do remédio antigo se estende contra vários tipos de bactérias que tendem a formar biofilmes em ferimentos - biofilmes são comunidades de bactérias que produzem uma matriz extracelular protetora e são resistentes aos antibióticos.

Jessica e seus colegas definem esta descoberta como "de fundamental importância", uma vez que as infecções associadas aos biofilmes representam uma área particularmente problemática. Estas infecções de difícil tratamento ameaçam desde o êxito das cirurgias de rotina até certas terapias contra o câncer.

Combinação de ingredientes

O estudo também revelou que a potente atividade antibiofilmes do colírio de Bald não pode ser atribuída apenas a um ingrediente, como por exemplo, ao alho, mas que requer a combinação de todos os ingredientes do antigo remédio.

Por isso, os autores destacam "a necessidade de explorar não apenas os compostos individuais, como também mesclas de produtos naturais para o tratamento de infecções por biofilmes". O colírio de Bald mostrou-se particularmente promissor para o tratamento das infecções associadas aos pés dos diabéticos.

"[Estes casos] realmente, podem se tornar impossíveis de tratar. Existe um alto risco de que estas úlceras do pé diabético sejam completamente resistentes a qualquer tratamento com antibióticos. Logo, existe o risco de uma pessoa desenvolver sepse [...] tendo que amputar um pé ou uma perna," explicou a Dra Freya Harrison, da Universidade de Warwick, idealizadora do estudo.

A fórmula do remédio foi encontrada pela Dra. Harrison na Biblioteca Britânica, em um dos primeiros textos médicos conhecidos escrito em inglês antigo: o "Bald's Leechbook" (Livro dos parasitas de Bald).

Checagem com artigo científico:

Artigo: Anti-biofilm efficacy of a medieval treatment for bacterial infection requires the combination of multiple ingredients
Autores: Jessica Furner-Pardoe, Blessing O. Anonye, Ricky Cain, John Moat, Catherine A. Ortori, Christina Lee, David A. Barrett, Christophe Corre, Freya Harrison
Publicação: Nature Scientific Reports
Vol.: 10, Article number: 12687
DOI: 10.1038/s41598-020-69273-8
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Plantas Medicinais

Bactérias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2020 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.