02/09/2021

Você acha que é exclusivamente heterossexual?

Redação do Diário da Saúde
Você acha que é exclusivamente heterossexual?
Os resultados mostraram um quadro bem diferente do tradicional homo/hetero como opções exclusivas.
[Imagem: James S. Morandini et al. - 10.1038/s41598-021-94479-9]

Continuum da sexualidade

As pesquisas científicas já comprovaram que a sexualidade humana não é binária, existindo na forma de um espectro que se espalha de um extremo a outro.

Mas até que ponto as pessoas têm certeza de onde elas se encaixam nesse contínuo?

Um novo estudo sugere que, na verdade, a orientação sexual relatada pelas pessoas pode mudar muito rápida e facilmente - por exemplo, depois de ler um pequeno texto sobre a natureza da orientação sexual.

Pesquisadores descobriram que um número significativo de pessoas heterossexuais relatam ser menos exclusivas em sua orientação sexual - bem como mais dispostas a ter experiências do mesmo sexo - depois de ler um dentre dois artigos informativos de uma página.

Os pesquisadores usaram dois artigos informativos: Uma parte dos participantes leu um texto dizendo que a pesquisa científica descobriu que existem muitas gradações de atração sexual por homens e mulheres, e que as pessoas podem cair em qualquer lugar ao longo do continuum, da atração exclusiva por homens à atração exclusiva por mulheres. O outro artigo informativo mostrava que a orientação sexual pode mudar com o tempo, portanto, pode ser fluida.

"Será que nós mudamos a orientação sexual das pessoas por meio de nossas intervenções? Certamente que não. Eu acredito que nosso estudo pode ter mudado a forma como as pessoas interpretavam seus sentimentos sexuais subjacentes. Isso significa que duas pessoas com orientações sexuais idênticas poderiam descrever sua orientação sexual de forma bem diferente, dependendo de terem sido expostas a formas fluidas ou formas contínuas de compreender a sexualidade," disse o professor James Morandini, da Universidade de Sydney (Austrália).

Heterossexualidade não-exclusiva

Todos os participantes se identificaram como "heterossexuais" antes do início do estudo. Em comparação com um grupo de controle, depois de ler o primeiro artigo, os participantes apresentaram 28% mais probabilidade de se identificarem como não-exclusivamente heterossexuais, e 19% indicaram que estariam mais propensos a se envolver em atividades sexuais do mesmo sexo.

No geral, a taxa de "heterossexualidade não-exclusiva" mais do que quadruplicou após a leitura. Efeitos semelhantes, embora mais fracos, foram encontrados quando as pessoas leram que a orientação sexual é mais bem caracterizada como fluida do que estável ao longo da vida.

"Isso não é surpreendente, dado que 'heterossexuais não-exclusivos' (em oposição a indivíduos bissexuais, gays ou lésbicas), embora sejam o maior grupo atraído pelo mesmo sexo, não são bem capturados nas representações de nossa sociedade e até mesmo no vernáculo."

"Dado o valor social que nossa sociedade atribui a esses rótulos, no entanto, tal mudança pode ter implicações de longo alcance. Isso também sugere que certo nível de atração sexual pelo mesmo sexo pode ser muito mais comum do que o estimado anteriormente," disse o professor Ilan Dar-Nimrod, coautor do estudo.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Exposure to continuous or fluid theories of sexual orientation leads some heterosexuals to embrace less-exclusive heterosexual orientations
Autores: James S. Morandini, Liam Dacosta, Ilan Dar-Nimrod
Publicação: Nature Scientific Reports
Vol.: 11, Article number: 16546
DOI: 10.1038/s41598-021-94479-9
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Sexualidade

Relacionamentos

Emoções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.