24/03/2022

Quantos passos diários de caminhada são necessários para viver mais?

Redação do Diário da Saúde
Quantos passos diários de caminhada são necessários para melhorar longevidade?
Outra pesquisa recente já havia indicado que não adianta caminhar mais do que 6km por dia.
[Imagem: Daniel Reche/Pixabay]

Quantidade de passos por dia

Uma meta-análise de 15 estudos científicos, envolvendo quase 50.000 pessoas de quatro continentes, trouxe novas informações para identificar a quantidade de passos diários que garantem uma boa saúde e a maior longevidade - e se o número de passos é diferente para pessoas de diferentes idades.

O frequentemente repetido mantra de "10.000 passos por dia" surgiu de uma campanha de propaganda feita décadas atrás para um pedômetro japonês, sem nenhuma ciência para respaldar aquele número.

Como a propaganda fez efeito e a expressão virou sabedoria popular, inúmeros cientistas se voltaram para a questão, sendo que esta nova análise coroa esses esforços, resumindo o que se concluiu para criar uma mensagem de saúde pública baseada em evidências sobre os benefícios da atividade física.

E então, quantos passos?

A equipe internacional confirmou que caminhar mais - dar mais passos por dia - de fato ajuda a diminuir o risco de morte prematura.

Mais especificamente, para adultos com 60 anos ou mais, o risco de morte prematura se estabilizou em cerca de 6.000 a 8.000 passos por dia, o que significa que mais passos do que isso não proporcionam nenhum benefício adicional para a longevidade.

Adultos com menos de 60 anos viram o risco de morte prematura se estabilizar em cerca de 8.000 a 10.000 passos por dia.

"Então, o que vimos foi essa redução incremental no risco [de morte] à medida que os passos aumentam, até se estabilizar. E o nivelamento ocorreu em diferentes valores de passo para adultos mais velhos e mais jovens," resumiu a professora Amanda Paluch, da Universidade de Massachusetts (EUA).

Caminhe sem pressa

Curiosamente, a pesquisa não encontrou uma associação definitiva entre a longevidade e a velocidade da caminhada - só com a distância percorrida por dia.

Ou seja, dar os seus passos - independentemente do ritmo com que você os percorreu - foi o único indicador para um menor risco de morte.

"A principal lição a se levar para casa é que há muitas evidências sugerindo que se movimentar um pouco mais é benéfico, principalmente para aqueles que estão fazendo muito pouca atividade. Mais passos por dia são melhores para sua saúde.

"E o benefício em termos de risco de mortalidade fica em torno de 6.000 a 8.000 para adultos mais velhos e 8.000 a 10.000 para adultos mais jovens," reforçou Paluch.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Daily steps and all-cause mortality: a meta-analysis of 15 international cohorts
Autores: Amanda E.Paluch, Shivangi Bajpai, David R.Bassett, Mercedes R.Carnethon, Ulf Ekelund, Kelly R.Evenson, Deborah A.Galuska, Barbara J.Jefferis, William E.Kraus, I-Min Lee, Charles E.Matthews, John D.Omura, Alpa V.Patel, Carl F.Pieper, Erika Rees-Punia, Dhayana Dallmeier, Jochen Klenk, Peter H.Whincup, Erin E.Dooley, Kelley Pettee Gabriel, Priya Palta, Lisa A.Pompeii, Ariel Chernofsky, Martin G.Larson, Ramachandran S.Vasan, Nicole Spartano, Marcel Ballin, Peter Nordström, Anna Nordström, Sigmund A.Anderssen, Bjorge H. Hansen, Jennifer A.Cochrane, Terence Dwyer, Jing Wang, Luigi Ferrucci, Fangyu Liu, Jennifer Schrack, Jacek Urbanek, Pedro F.Saint-Maurice, Naofumi Yamamoto, Yutaka Yoshitake, Robert L.Newton, Shengping Yang, Eric J.Shiroma, Janet E. Fulton
Publicação: The Lancet Public Health
DOI: 10.1016/S2468-2667(21)00302-9
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Qualidade de Vida

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.