31/07/2019

Garganta artificial poderá permitir que pessoas mudas falem

Redação do Diário da Saúde
Garganta artificial poderá permitir que pessoas mudas falem
A garganta artificial é parte das chamadas "tatuagens eletrônicas", equipamentos para serem colados sobre a pele.
[Imagem: Wei et al. - 10.1021/acsnano.9b03218]

Garganta eletrônica

Há muita gente que fala sem pensar, mas ninguém realmente precisa pensar sobre como fazer para emitir sua voz.

Apesar disso, a fala é um processo complexo, que envolve tanto movimentos da boca como vibrações das cordas vocais, dentro da garganta - se as cordas vocais sofrerem lesões, uma pessoa pode perder a capacidade de falar.

Mas talvez haja uma esperança para essas pessoas.

Yukong Wei e seus colegas da Universidade de Tsinghua (China) desenvolveram uma garganta artificial que, quando presa ao pescoço como se fosse uma tatuagem temporária, pode transformar os movimentos da garganta em sons.

A garganta artificial é composta de grafeno - folhas atomicamente finas de carbono - depositado sobre um filme de álcool polivinílico. O dispositivo flexível mede 1,5 por 3 centímetros, ou cerca de duas vezes o polegar de uma pessoa.

Para grudar o filme à pele basta molhar a pele da garganta e aplicá-lo. Eletrodos conectam a tatuagem eletrônica a uma pequena braçadeira, onde vai a parte eletrônica da garganta artificial, incluindo um microcomputador para decodificar os sinais e um amplificador de som e alto-falantes, por onde sai a voz.

Fala artificial

Durante os testes, quando os voluntários imitaram silenciosamente os movimentos da fala, o instrumento converteu esses movimentos em sons emitidos, como as palavras "OK" e "Não".

Os pesquisadores afirmam que, no futuro, pessoas mudas poderão ser treinadas para gerar sinais com suas gargantas que o dispositivo traduzirá em fala.

Antes disso, porém, a equipe terá de trabalhar na robustez da tatuagem eletrônica, para que ela não resseque e possa ser usada ao longo do dia em condições reais.


Ver mais notícias sobre os temas:

Equipamentos Médicos

Saúde Bucal

Sensores

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.