Por que as pessoas mantêm relacionamentos em que são infelizes?

Por que as pessoas mantêm relacionamentos em que são infelizes?
Algumas pesquisas curiosas envolvendo relacionamentos indicam que casais se mantêm fiéis achando os outros mais feios e uma interessante lista de 43 razões pelas quais os homens permanecem solteiros.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Infelicidade versus sofrimento do outro

Inúmeras pessoas reconhecem estar infelizes em seus relacionamentos, mas permanecem ligadas ao parceiro - Por quê?

A resposta pode lhe surpreender: Porque elas acreditam que a separação seria muito ruim para o seu parceiro.

Ou seja, as pessoas que ponderam se terminam ou não um relacionamento consideram não apenas seus próprios desejos, mas também o quanto acham que seu parceiro quer e precisa que o relacionamento continue.

"Quanto mais as pessoas acreditavam que seu parceiro era dependente do relacionamento, menor a probabilidade de elas iniciarem um rompimento," conta Samantha Joel, professora da Universidade de Utah (EUA) e da Universidade Ontário Oeste (Canadá).

Pesquisas anteriores mostraram que a quantidade de tempo, recursos e emoções investidas em um relacionamento podem ser fatores que pesam na decisão de encerrar um relacionamento romântico. Além disso, as pessoas podem optar por permanecer em um relacionamento insatisfatório se a alternativa - ficar sozinho, os parceiros que estão disponíveis etc. - parecer menos atraente.

Nesses casos, decidir permanecer ou se mandar se baseava no interesse próprio, analisa a professora Samantha. Esta nova pesquisa mostra assim a primeira evidência de que as decisões sobre manter ou terminar um relacionamento romântico insatisfatório podem envolver um componente altruísta.

"Quando as pessoas percebem que o parceiro está altamente comprometido com o relacionamento, é menos provável que iniciem um rompimento. Isso é verdade mesmo para pessoas que não estavam realmente comprometidas com o relacionamento ou que estavam pessoalmente insatisfeitas com o relacionamento. Geralmente, não queremos prejudicar nossos parceiros e nos importamos com o que eles querem," disse Samantha.

Além disso, ao fazer essa escolha, o parceiro infeliz pode estar esperando que o relacionamento melhore.

"Uma coisa que não sabemos é quão precisas são as percepções das pessoas. Pode ser que a pessoa esteja superestimando o comprometimento do outro parceiro e o quão doloroso será o rompimento," disse a psicóloga, acrescentando que decidir manter o relacionamento com base na dependência percebida do parceiro pode ser uma faca de dois gumes: Se o relacionamento melhorar, foi uma boa decisão; mas se isso não acontecer, um mau relacionamento foi prolongado.

Há também a questão de saber se ficar por causa de um parceiro é realmente uma coisa pró-social a fazer, diz Samantha: "Quem quer um parceiro que realmente não queira estar no relacionamento?"


Ver mais notícias sobre os temas:

Relacionamentos

Sentimentos

Felicidade

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.