30/03/2022

Anvisa aprova medicamento para tratamento de internados com covid-19

Com informações da Agência Brasil

Paxlovid

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a autorização, em caráter emergencial, do medicamento Paxlovid para a covid-19.

Fabricado pela indústria farmacêutica Wyeth, o Paxlovid na verdade compreende o uso combinado dos remédios nirmatrelvir e ritonavir.

O medicamento é indicado para adultos que testaram positivo para covid-19, que não precisam de oxigênio e que têm risco de evolução para quadros graves da doença.

Vale ressaltar que não se trata de um medicamento para prevenção: Seu principal efeito é evitar a piora nas condições de saúde das pessoas infectadas e internadas.

O remédio é de uso individual oral, mas não é indicado para pessoas abaixo de 18 anos de idade. Também não há indicação para gestantes ou pessoas que podem ou pretendem engravidar durante o tratamento.

A equipe técnica da Anvisa apontou riscos a serem monitorados no uso concomitante com outros produtos. "Foram feitas exigências de incluir na bula as contraindicações de uso concomitante com o medicamento apalutamida," informou Helaine Capucho, gerente de farmacovigilância da agência.

A Anvisa determinou ainda que a empresa fabricante do medicamento elabore uma carta endereçada aos profissionais de saúde para orientação sobre o uso do Paxlovid juntamente com outros remédios e dos cuidados necessários em sua administração. Também foi requisitado que a empresa disponibilize informações acerca do uso do produto no Brasil, para que sua aplicação e eventuais eventos adversos possam ser monitorados.

Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Tratamentos

Vacinas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.