Anvisa aprova medicamentos para câncer e fibrose cística

Orkambi

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de um novo remédio para o tratamento da fibrose cística, doença de origem genética e ainda incurável.

A doença provoca acúmulo de muco no pulmão, levando a inflamações e infecções que podem causar insuficiência respiratória.

De acordo com a bula do orkambi (lumacaftor + ivacaftor), o uso do medicamento resulta em melhorias rápidas e prolongadas da função pulmonar, reduzindo as situações de hospitalização dos pacientes.

Outro efeito positivo do remédio, segundo a Anvisa, é a melhora nas avaliações nutricionais de quem se submete ao tratamento.

O orkambi será oferecido na forma de comprimido nas concentrações de 100mg + 125mg e 200mg + 125mg. O medicamento é indicado para pacientes acima de 6 anos de idade e adultos para o tratamento da fibrose cística.

Everolimo

A outra aprovação anunciada hoje envolve o primeiro medicamento genérico com a substância everolimo.

O remédio é indicado para o tratamento de diversos tipos de câncer, incluindo câncer de mama em estágio avançado, tumores neuroendócrinos e câncer de rim.

Por se tratar de um medicamento genérico, anunciou a Anvisa, o produto deverá chegar ao mercado com um preço pelo menos 35% menor do que o preço máximo do medicamento de referência.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Atendimento Médico-Hospitalar

Automedicação

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.