Bots controlam a discussão sobre cigarros eletrônicos na internet

Bots controlam a discussão sobre cigarros eletrônicos na internet
Ninguém sabe quem está por trás das contas automáticas e anônimas - mas elas são largamente positivas em relação a essa nova onda do tabagismo.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Robôs suspeitos

As contas de mídias sociais gerenciadas por robôs da internet parecem estar controlando a maior parte da discussão online sobre os cigarros eletrônicos - a maioria das mensagens automatizadas é positiva em relação aos cigarros eletrônicos.

Mais de 70% das mensagens analisadas no Twitter sobre o assunto foram divulgados por programas robotizados, também conhecidos como bots, cujo uso para influenciar a opinião pública e vender produtos passando-se por pessoas reais está sendo sujeito a um escrutínio por autoridades de vários países.

"Os robôs são um dos maiores desafios e um dos maiores problemas nas análises de mídia social," disse Ming-Hsiang Tsou, da Universidade Estadual de San Diego (EUA). "Como a maioria deles é 'orientada para o comércio' ou 'voltada para a política', eles distorcem os resultados da análise e fornecem conclusões erradas para a análise."

A descoberta da aparente promoção dos cigarros eletrônicos pelos bots foi inesperada. A equipe originalmente começou a usar os dados do Twitter para estudar o uso e as percepções dos cigarros eletrônicos nos Estados Unidos e para entender as características dos usuários que discutem essa nova onda do tabagismo.

Mas o que os dados revelaram é que havia poucos usuários reais discutindo o tema.

Contas para enganar

As descobertas vêm em meio a anúncios recentes do Twitter de que a plataforma estaria removendo milhões de contas suspeitas e falsas e também introduzindo novos mecanismos para identificar e combater spam e abuso, entre outras medidas.

"Não estamos falando de contas feitas para representar organizações, negócios ou causas. Essas contas são feitas para parecerem pessoas comuns," destacou a pesquisadora Lourdes Martinez.

A enorme presença dos robôs na questão dos cigarros eletrônicos levanta questões sobre se outros tópicos de saúde não estariam igualmente sendo conduzidos por essas contas automatizadas.

"Nós não conhecemos a fonte, ou se elas estão sendo pagas por interesses comerciais," disse Martinez. "Essas contas de robôs estão fugindo das regulamentações? Eu não sei a resposta para isso. Mas isso é algo que os consumidores merecem saber, e há algumas regras muito claras sobre o marketing do tabaco e as maneiras pelas quais ele é regulamentado."


Ver mais notícias sobre os temas:

Tabagismo

Ética

Robótica

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.