02/10/2019

Como o comportamento desonesto prejudica a própria pessoa

Com informações da Umich
Comportar-se desonestamente prejudica capacidade de ler emoções dos outros
"É um ciclo vicioso. Tivemos um experimento que mostrou que, como resultado desse ciclo vicioso, é mais provável que você desumanize outras pessoas."
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Ler emoções dos outros

Pessoas com comportamentos desonestos não prejudicam apenas aos outros - elas também prejudicam a si próprias.

A equipe da professora Julia Lee, da Universidade de Michigan (EUA), constatou que indivíduos que se envolvem em comportamentos desonestos tornam-se menos precisos ao ler as emoções de outras pessoas.

Isso indica que adotar ações antiéticas afeta diretamente a maneira como as pessoas pensam.

Para chegar a essas conclusões, Lee e seus colaboradores desenvolveram experimentos que envolviam rolar um dado, prever o resultado e ser pago pelas previsões corretas.

Para alguns participantes, foi possível trapacear para ganhar mais dinheiro, enquanto para outros não foi possível trapacear. Em seguida, os participantes foram convidados a avaliar as emoções dos outros indivíduos - um dos experimentos usou atores em vídeos, enquanto o outro usou pessoas reais no laboratório.

"Descobrimos que existe uma relação entre se comportar mal e a capacidade de ler as emoções de outras pessoas," disse Lee.

Trapacear leva a mais trapaça

Os experimentos mostraram que a trapaça levou a uma capacidade reduzida de interpretar com precisão os sentimentos dos outros.

Ler emoções é uma habilidade importante, por exemplo, porque você não pode se oferecer para ajudar alguém que está enfrentando algum problema se você nem mesmo consegue detectar que algo está errado.

"Construir uma organização solidária começa pela capacidade de ler as emoções de outras pessoas com precisão," disse Lee.

Além disso, os pesquisadores descobriram que, depois de trapacear uma vez, a capacidade reduzida de ler emoções tornava o participante ainda mais propenso a trapacear pela segunda vez. "É um ciclo vicioso," disse Lee. "Tivemos um experimento que mostrou que, como resultado desse ciclo vicioso, é mais provável que você desumanize outras pessoas."

Isso alimenta preconceitos negativos em relação aos membros de um grupo externo, e é um grande problema para muitas organizações que tentam ter um ambiente de trabalho mais inclusivo, disse a pesquisadora.

Checagem com artigo científico:

Artigo: The interpersonal costs of dishonesty: How dishonest behavior reduces individuals’ ability to read others’ emotions
Autores: Julia Lee, Ashley J. Hardin, Bidhan E. Parmar, Francesca Gino
Publicação: Journal of Experimental Psychology: General
Vol.: 148(9), 1557-1574
DOI: 10.1037/xge0000639

Ver mais notícias sobre os temas:

Ética

Emoções

Comportamento

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.