25/06/2020

Comprimidos controlados magneticamente podem acabar com efeitos colaterais

Redação do Diário da Saúde
Comprimidos controlados magneticamente podem acabar com efeitos colaterais
Os comprimidos magnéticos poderão ser impressos de forma personalizada, contendo os fármacos para cada paciente.
[Imagem: Kejing Shi et al. - 10.1016/j.colsurfb.2020.111068]

Comprimido com controle magnético

Em breve, os médicos poderão administrar todo um curso de tratamento para condições com risco de vida receitando um comprimido impresso em 3D e controlado externamente por ímãs.

Engenheiros e farmacêuticos da Universidade de Sussex (Reino Unido) e da Universidade do Texas em Austin (EUA) desenvolveram um sistema remotamente controlável para administração de medicamentos sob demanda.

Usando a tecnologia de impressão 3D e controladores magnéticos, Kejing Shi e seus colegas usaram o conceito de liberação de medicamentos acionada por campos magnéticos para inibir a proliferação de células cancerígenas em laboratório e em cobaias.

Embora a pesquisa esteja em fase inicial, os pesquisadores estão trabalhando para criar um sistema no qual seja possível direcionar os medicamentos para o ponto exato do corpo onde eles são necessários, usando meios externos, como ímãs.

Evitando efeitos colaterais

A grande vantagem da aplicação do medicamento próximo à lesão está em eliminar os efeitos colaterais prejudiciais causados por tratamentos como a quimioterapia, que danificam as células saudáveis vizinhas. O dispositivo também oferece um nível de controle que evitaria a dosagem inadequada, que é a principal causa dos efeitos adversos das quimioterapias e da maioria das terapias medicamentosas.

"O dispositivo oferece o potencial de tratamento personalizado através do carregamento de um determinado medicamento em uma concentração específica e liberando-o dentro de diferentes padrões de dosagem. Todos os resultados confirmaram que o dispositivo pode fornecer uma maneira segura, de longo prazo, acionável e reutilizável, para o tratamento de doenças localizadas, como o câncer," disse Kejing Shi.

Os pesquisadores avaliam que esse tipo de tratamento inteligente pode estar disponível para os pacientes nos hospitais dentro de uma década.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Novel 3D printed device with integrated macroscale magnetic field triggerable anti-cancer drug delivery system
Autores: Kejing Shi, Rodrigo Aviles-Espinosa, Elizabeth Rendon-Morales, Lisa Woodbine, Mohammed Maniruzzaman, Ali Nokhodchi
Publicação: Colloids and Surfaces B: Biointerfaces
Vol.: 192, 111068
DOI: 10.1016/j.colsurfb.2020.111068
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos

Tratamentos

Câncer

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.