01/04/2020

Cura para hérnia de disco pode ser simples como consertar um pneu

Redação do Diário da Saúde
Cura para hérnia de disco pode ser simples como remendar um pneu
A técnica também pode ser usada para tratar outros tipos de degeneração do disco.
[Imagem: John Munson/Cornell University]

Remendando um pneu disco furado

Pesquisadores desenvolveram uma nova técnica para tratar hérnias de disco que lembra o modo como se conserta um pneu furado.

Após uma ruptura, um material semelhante a uma geleia vaza do disco herniado, causando inflamação e dor.

A lesão geralmente é tratada de duas maneiras: um cirurgião costura o buraco, deixando o disco vazio; ou o disco é reabastecido com um material de substituição, o que não evita que o vazamento se repita.

Como nenhuma das duas abordagens dá resultados eficazes para todos os casos, a equipe do professor Lawrence Bonassar, da Universidade Cornell (EUA), combinou esses dois métodos em uma nova técnica de duas etapas que resulta em um disco "remendado" que mantém a função mecânica e não entra em colapso e nem se deteriora.

A nova técnica usa um gel de ácido hialurônico para reinflar o disco e gel de colágeno para selar o buraco, essencialmente reparando os discos rompidos - como se você reparasse um pneu furado.

"Agora temos potencialmente uma nova opção [de tratamento], diferente de andar por aí com um grande buraco no disco intervertebral e esperar que ele não volte a re-herniar ou continue a degenerar. E podemos restaurar completamente a competência mecânica do disco," disse Bonassar.

Gel fotoativo

O gel de colágeno para reparar discos de hérnia incorpora riboflavina, um derivado fotoativo da vitamina B. Em vez de costurar o disco rompido, os pesquisadores conseguiram remendá-lo aplicando o gel e iluminando-o para ativar a riboflavina.

A reação química resultante faz com que as fibras do colágeno se liguem e o gel enrijeça em um sólido. Mais importante ainda, o gel fornece um terreno mais fértil para as células desenvolverem novos tecidos, selando o defeito melhor do que qualquer sutura.

A aplicação da técnica leva apenas cinco ou 10 minutos e pode ser feita em conjunto com uma discectomia, o procedimento pelo qual o núcleo pulposo vazado é removido da raiz nervosa.

A técnica também pode ser usada para tratar outros tipos de degeneração do disco ou integrada a outros procedimentos e terapias da coluna vertebral, acrescenta a equipe.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Combined nucleus pulposus augmentation and annulus fibrosus repair prevents acute intervertebral disc degeneration after discectomy
Autores: Stephen R. Sloan Jr., Christoph Wipplinger, Sertaç Kirnaz, Rodrigo Navarro-Ramirez, Franziska Schmidt, Duncan McCloskey, Tania Pannellini, Antonella Schiavinato, Roger Härtl, Lawrence J. Bonassar
Publicação: Science Translational Medicine
Vol.: 12, Issue 534, eaay2380
DOI: 10.1126/scitranslmed.aay2380

Ver mais notícias sobre os temas:

Ossos e Articulações

Cirurgias

Tratamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.