10/01/2022

Economizando energia para a próxima geração de visão artificial

Redação do Diário da Saúde
Economizando energia para a próxima de visão artificial
Uma nova tecnologia promete sistemas de baixa potência para uso em olhos biônicos.
[Imagem: Northumbria University]

Energia para a visão

Uma nova solução tecnológica promete diminuir a sede de energia dos olhos biônicos, que ainda exigem grandes baterias e inibem mesclas criativas de diversos tipos de circuitos.

Yunxia Hu e seus colegas da Universidade Northumbria (Reino Unido) desenvolveram um método para controlar os dispositivos sinápticos artificiais usados em retinas biônicas, robôs e próteses visuais.

O avanço significativo, que deverá beneficiar o trabalho de inúmeras equipes, consiste em injetar elementos do metal índio em um material bidimensional (2D), chamado dissulfeto de molibdênio (MoS2), um dos mais promissores em toda essa gama de novas tecnologias.

A mistura resulta em uma melhora substancial da condutividade elétrica, reduzindo o consumo de energia das sinapses ópticas usadas no desenvolvimento dos olhos biônicos.

A tecnologia foi então testada dentro da estrutura de uma retina eletrônica, onde demonstrou ser capaz de executar as funções de detecção de imagem com a alta qualidade necessária.

"Os sistemas visuais atuais são baseados em sensores, memórias e unidades de processamento separados fisicamente. Esses sistemas costumam ter alto consumo de energia e dificuldades para realizar tarefas complexas de aprendizagem e processamento de imagens. Portanto, nosso método recém-desenvolvido é de grande importância para a próxima geração de sistemas visuais artificiais," disse o professor Richard Fu, coordenador da equipe.

Olhos biônicos

Os implantes oculares biônicos funcionam dentro das estruturas oculares existentes ou no cérebro. Eles são projetados para atingir objetivos de visão funcionais - em oposição aos efeitos puramente cosméticos.

Vários implantes oculares biônicos estão em desenvolvimento, mas atualmente muito poucos estão disponíveis clinicamente, e muitos ainda são adequados apenas para cegueira causada por doenças oculares específicas.

No entanto, conforme as pesquisas continuam, mais e mais pessoas poderão se beneficiar com olhos biônicos de alta tecnologia, disse o professor Fu.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Ultralow Power Optical Synapses Based on MoS2 Layers by Indium-Induced Surface Charge Doping for Biomimetic Eyes
Autores: Yunxia Hu, Mingjin Dai, Wei Feng, Xin Zhang, Feng Gao, Shichao Zhang, Biying Tan, Jia Zhang, Yong Shuai, YongQing Fu, PingAn Hu
Publicação: Advanced Materials
DOI: 10.1002/adma.202104960
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Olhos e Visão

Implantes

Biochips

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.