25/01/2021

Encontrada ligação entre medicação opioide e câncer do pâncreas

Com informações da Universidade Rush
Encontrada ligação entre medicação opioide e câncer do pâncreas
Os cientistas ainda têm dúvidas sobre a forma de atuação dos opioides, além do que há vários indícios de que os opioides não funcionam para a dor crônica.
[Imagem: Anastasia Gepp/Pixabay]

Associação

Usando dados estatísticos de saúde e câncer dos Centros de Controle de Doenças dos EUA, pesquisadores do Centro Médico da Universidade Rush determinaram que a taxa de mortalidade por opioides de um estado prevê significativamente a tendência na incidência de câncer pancreático anos depois.

Este é o primeiro estudo mostrando que o uso de opioides pode ser um fator de risco que contribui para o aumento da incidência de câncer de pâncreas, afirmam Usman Barlass e seus colegas.

Na verdade, o uso indevido de opioides e suas overdoses evoluíram para uma crise de saúde pública nos Estados Unidos. Aproximadamente 70.000 mortes por sobredosagem de medicamentos ocorreram em 2017, 68% das quais envolveram um opioide.

As taxas de câncer do pâncreas também estão aumentando nos Estados Unidos. Já se sabia que os opioides têm um efeito prejudicial em vários tipos de câncer. E um estudo recente na Ásia indicou que o uso de ópio como droga - e não um medicamento opioide - é um provável fator de risco para o câncer de pâncreas. Embora o uso de ópio não seja um hábito recreativo comum nos Estados Unidos, o uso de analgésicos opioides aumentou notavelmente na última década.

Confirmações individuais

Usando conjuntos de dados nacionais, a equipe avaliou se a tendência no uso de opioides poderia explicar o aumento dos diagnósticos de câncer de pâncreas ao longo do tempo, após corrigir os fatores de confusão em potencial.

Eles descobriram que as taxas de câncer de pâncreas e de mortalidade por opioides aumentaram com o tempo nos níveis nacional e estadual. A taxa anterior de mortalidade por opioides de um estado previu significativamente a tendência na incidência de câncer de pâncreas anos depois e teve um efeito significativo na mudança anual estimada na taxa desse câncer.

Esses resultados, uma vez confirmadas pelos dados de nível individual sobre o consumo de opioides e o risco de câncer de pâncreas, podem ter relevância clínica direta, sobretudo indicando a necessidade de os médicos adotarem abordagens de controle da dor não-narcóticas (alternativas) nesses pacientes.

A equipe se propõe agora a investigar os mecanismos que podem vincular o uso de opioides ao desenvolvimento ou progressão do câncer pancreático.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Opioid use as a potential risk factor for pancreatic cancer in the United States: An analysis of state and national level databases
Autores: Usman Barlass, Ameya Deshmukh, Todd Beck, Faraz Bishehsari
Publicação: PLoS ONE
DOI: 10.1371/journal.pone.0244285
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Câncer

Medicamentos

Saúde Pública

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.