18/06/2020

Autonomia define se pressão no trabalho fará mal ou bem

Redação do Diário da Saúde
Estresse no trabalho pode até matar... mas também pode ajudar
O estresse também atrapalha sua capacidade de planejar o futuro.
[Imagem: Thackery I. Brown et al. - 10.1016/j.cub.2020.03.006]

Estresse no trabalho

Nossa saúde mental e o quanto vamos viver têm uma forte correlação com a autonomia que temos em nosso trabalho, com a nossa carga de trabalho, com as demandas do trabalho e com a nossa capacidade cognitiva de lidar com essas demandas.

À medida que milhões de pessoas continuam trabalhando em casa durante a pandemia, ou são obrigadas a agir como funcionários essenciais conforme muitos colegas são demitidos, especialistas têm levantado questões sobre como essas condições de trabalho afetam nossa saúde - e não apenas no que se refere à covid-19.

"Quando as demandas do trabalho são maiores do que o controle oferecido pelo trabalho ou do que a capacidade de um indivíduo de lidar com essas demandas, há uma deterioração de sua saúde mental e, consequentemente, uma maior probabilidade de morte," disse Erik Gonzalez Mulé, da Universidade de Indiana (EUA).

Mulé então decidiu examinar como o controle no trabalho - a autonomia que os funcionários têm e sua capacidade de lidar com a falta dela - influenciam como os fatores estressantes do emprego, como cobranças ou a carga de trabalho, afetam a saúde mental e física e, finalmente, o risco de a pessoa morrer prematuramente.

"Nós descobrimos que os estressores do trabalho têm maior probabilidade de causar depressão e morte como resultado de empregos em que os trabalhadores têm pouco controle ou entre pessoas com menor capacidade cognitiva," disse o pesquisador.

Efeito positivo do controle

Por outro lado, os pesquisadores também descobriram que as demandas do emprego resultaram em melhor saúde física e menor probabilidade de morte quando combinadas com mais controle das responsabilidades.

"Nós acreditamos que isso ocorre porque o controle do trabalho e a capacidade cognitiva agem como recursos que ajudam as pessoas a lidar com os estressores do trabalho.

"O controle do trabalho permite que as pessoas definam suas próprias agendas e priorizem o trabalho de uma forma que as ajuda a atingir suas metas, enquanto as pessoas que são mais inteligentes são mais capazes de se adaptar às demandas de um trabalho estressante e descobrir maneiras de lidar com o estresse," finalizou Mulé.

Checagem com artigo científico:

Artigo: This job is (literally) killing me: A moderated-mediated model linking work characteristics to mortality.
Autores: Erik Gonzalez-Mulé, Bethany S. Cockburn
Publicação: Journal of Applied Psychology
DOI: 10.1037/apl0000501
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Trabalho e Emprego

Mente

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.