Face de Deus: Cristãos contam como imaginam Deus

Face Moderna de Deus
A face moderna de Deus parece bem menos assustadora do que as pinturas mais antigas.
[Imagem: Joshua Jackson et al. - 10.1371/journal.pone.0198745]

Aparência de Deus

Psicólogos usaram uma técnica de geração de imagens digitais para construir uma imagem composta que mescla as visões de 511 cristãos sobre como eles imaginam a face de Deus.

Imaginar Deus como uma pessoa humana é parte integrante da fé de bilhões de pessoas em todo o mundo, principalmente entre as vertentes mais conservadoras do cristianismo.

Os voluntários observaram centenas de pares de faces dispostas aleatoriamente e, em cada caso, deviam selecionar qual face de cada par se parecia mais com a forma como eles imaginavam a aparência de Deus. Combinando todas as faces selecionadas, os pesquisadores montaram a sua "face de Deus virtual", que reflete a média das preferências de todos os participantes.

O resultado foi ao mesmo tempo surpreendente e revelador: De Michelangelo aos humoristas do Monty Python, as ilustrações de Deus quase sempre o apresentam como um homem branco idoso com barba branca.

Mas a maioria dos cristãos imagina Deus como sendo muito mais jovem, mais feminino e menos caucasiano do que a tradição popular sugere.

Deus se parece comigo

Analisando o perfil dos voluntários, é possível ver que as percepções das pessoas sobre a aparência de Deus são influenciadas por vários fatores.

Por exemplo, as percepções das pessoas sobre Deus tendem a depender parcialmente das suas preferências políticas. Os mais progressistas tendem a ver Deus como mais feminino, mais jovem e mais amoroso do que os conservadores. Os conservadores também imaginam Deus como mais caucasiano e mais sisudo do que os progressistas.

"Esses vieses podem ter-se originado do tipo de sociedade que liberais e conservadores querem," sugere o professor Joshua Jackson, da Universidade da Carolina do Norte, idealizador do projeto da face de Deus.

As percepções das pessoas também se mostraram relacionadas com suas próprias características demográficas. As pessoas mais jovens imaginam um Deus de aparência mais jovem. As pessoas que relataram sentir-se atraentes fisicamente também imaginam um Deus fisicamente mais atraente. E os afro-americanos acreditam em um Deus que parece mais afro-americano do que caucasiano.

"A tendência das pessoas a acreditar em um Deus que se parece com elas é consistente com um viés egocêntrico," disse o professor Kurt Gray, coautor do trabalho. "As pessoas muitas vezes projetam suas crenças e traços sobre os outros, e nosso estudo mostra que a aparência de Deus não é diferente - as pessoas acreditam em um Deus que não apenas pensa como eles, mas também que se parece com eles."

Curiosamente, no entanto, as pessoas não mostraram um viés com base no gênero: Tanto homens quanto mulheres imaginam um Deus igualmente masculino.

A pesquisa foi publicada na revista PLOS ONE.


Ver mais notícias sobre os temas:

Espiritualidade

Sentimentos

Ética

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.