25/05/2021

Fratura da coluna em acidente de carro é maior em jovens sem cinto de segurança

Redação do Diário da Saúde
Fratura da coluna em acidente de carro atinge principalmente jovens sem cinto de segurança
Quando se trata de fraturas, os homens são o sexo frágil.
[Imagem: IOF]

Motoristas jovens

Dois terços de todas as fraturas da coluna vertebral em crianças, e especialmente entre os adolescentes, ocorrem em acidentes de carro quando o cinto de segurança não está sendo utilizado.

"Mais de 60% das fraturas da coluna vertebral pediátricas ocorrem em crianças de 15 a 17 anos," relata o Dr. Vishal Sarwahi, do Centro Médico Infantil Cohen (EUA).

A equipe de Sarwahi enfatiza a necessidade de medidas para aumentar o uso do cinto de segurança, especialmente entre os motoristas mais jovens, e descrevem o trauma potencial que pode ser evitado com o uso adequado do cinto de segurança.

Acidentes de trânsito são a principal causa de morte entre adolescentes. Muitos estudos anteriores relataram taxas crescentes de lesões na coluna vertebral em crianças e jovens, especialmente em adolescentes com 15 anos ou mais.

Este novo estudo confirma que os acidentes com automóveis, de fato, causam a maioria das fraturas da coluna vertebral nessa faixa etária, com altos índices de outras lesões.

Fraturas na coluna

No geral, adolescentes entre 15 e 17 anos foram responsáveis por cerca de 63% das fraturas da coluna vertebral nos EUA no período estudado, dois terços das quais ocorreram em acidentes automobilísticos. Isso mostra que, na época em que os adolescentes obtêm sua carteira de motorista, motoristas e passageiros correm o maior risco de acidentes resultando em fratura da coluna vertebral.

Cerca de 58% dos feridos nesses acidentes eram do sexo masculino, e a ocorrência é maior onde há pouca disponibilidade de transporte público.

Quando os cintos de segurança eram usados, a taxa de fraturas da coluna vertebral foi substancialmente menor para todos - motoristas e passageiros. O uso do cinto de segurança reduziu o risco de morte em mais de 20%.

Para pacientes jovens que acabaram tendo lesão na coluna, o uso do cinto de segurança foi associado a taxas mais baixas de fraturas vertebrais múltiplas, outros tipos de fraturas além de fratura da coluna vertebral e lesão cerebral.

"Garantir que nossos novos e jovens motoristas usem dispositivos de proteção pode reduzir muito a morbidade/mortalidade associada à lesão na coluna vertebral e pode ajudar a salvar vidas e espinhas," concluíram os pesquisadores.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Seatbelts Save Lives, and Spines, in Motor Vehicle Accidents
Autores: Vishal Sarwahi, Aaron M. Atlas, Jesse Galina, Alexander Satin, Thomas J. Dowling III, Sayyida Hasan, Terry D. Amaral, Yungtai Lo, Nathan R. N. Christopherson, Jose M. Prince
Publicação: Spine
DOI: 10.1097/BRS.0000000000004072
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Fraturas

Acidentes

Ossos e Articulações

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.