17/05/2022

Implantes antimicrobianos previnem infecções e cirurgias de substituição

Redação do Diário da Saúde
Implantes antimicrobianos podem prevenir infecções e cirurgias de substituição
O revestimento usa uma mistura de um metal líquido à base de gálio com a cerâmica hidroxiapatita.
[Imagem: Duy Quang Pham et al. - 10.1021/acsami.2c03695]

Implante antimicrobiano

Infecções após cirurgias para implantes de quadril e procedimentos com dispositivos ortopédicos podem ser complicadas, dolorosas e, muitas vezes, exigem a repetição da cirurgia.

Não bastasse isso, é significativo o número de infecções dos implantes com superbactérias, micróbios resistentes aos antibióticos.

Agora, pesquisadores de três universidades australianas descobriram uma maneira de dar às superfícies desses dispositivos médicos novos poderes de resistência antimicrobiana para proteger contra infecções, além de melhorar e prolongar a vida útil do implante.

A equipe desenvolveu um novo revestimento superficial adicionando metal líquido (gálio) à tradicional hidroxiapatita, criando um novo composto com propriedades antibacterianas de longo prazo.

O novo revestimento aumenta a viabilidade dos implantes metálicos revestidos de hidroxiapatita comuns, que podem falhar, causar infecção e até morte em até 2% dos pacientes.

"Até metade dessas infecções podem levar a cirurgias adicionais e remoção do dispositivo - e esse novo revestimento também se mostra promissor na integração ao osso do paciente," disse o Dr. Andrew Ang, da Universidade de Tecnologia Swinburne.

Implantes dentários e outros

Os pesquisadores afirmam que a técnica, que usa um método de fabricação por spray de plasma, pode ser ampliada para aplicações comerciais no futuro. Além disso, as aprovações regulatórias podem ser simplificadas porque compostos derivados de hidroxiapatita e de gálio já foram aprovados pelas autoridades de saúde de vários países.

A demanda pelo material - que abrange também implantes dentários e outros implantes que se fixam a um osso - deverá ser grande, já que nenhum implante ortopédico disponível comercialmente tem superfície antimicrobiana no momento.

"Este novo revestimento é feito com uma tecnologia ecologicamente correta, sem solventes orgânicos nocivos usados no processo," acrescentou o professor Vi-Khanh Truong, da Universidade RMIT.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Antibacterial Longevity of a Novel Gallium Liquid Metal/Hydroxyapatite Composite Coating Fabricated by Plasma Spray
Autores: Duy Quang Pham, Sheeana Gangadoo, Christopher C. Berndt, James Chapman, Jiali Zhai, Krasimir Vasilev, Vi-Khanh Truong, Andrew S. M. Ang
Publicação: Applied Materials and Interfaces
DOI: 10.1021/acsami.2c03695
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Implantes

Infecções

Bactérias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.