10/12/2020

Mão robótica com inteligência artificial se aproxima da mão humana

Redação do Diário da Saúde
Mão robótica com inteligência artificial se aproxima de mão humana
Um aperto de mão é uma tarefa simples para um humano, mas uma mão robótica desregulada pode quebrar a mão que lhe é estendida.
[Imagem: Shadow Robot]

Mãos robóticas

Embora a manipulação de objetos seja uma tarefa diária fundamental para os humanos, este ainda é um grande desafio para as mãos robóticas.

Em termos de hardware, a mão robótica Shadow, criada por pesquisadores da Universidade de Warwick (Reino Unido), já é comparável a uma mão humana, reproduzindo todos os seus graus de liberdade.

Mas controlá-la é outra questão, já que nossas mãos são hardwares muito eficientes, mas têm um cérebro igualmente capaz, pronto para "dizer-lhes" como executar qualquer ação.

Para isso, os pesquisadores desenvolveram agora novos algoritmos de inteligência artificial, que estão permitindo que o robô aprenda a manipular objetos de forma parecida com o que as crianças humanas fazem.

Em ambientes simulados, a mão robótica aprende por conta própria como coordenar movimentos e executar tarefas como jogar uma bola uma para a outra ou manipular uma caneta.

Mão robótica com inteligência artificial se aproxima de mão humana
A mão robótica está aprendendo a executar tarefas que são simples para os humanos, mas muito complexas para os robôs.
[Imagem: Shadow Robot]

De próteses a linhas de montagem

Embora seja natural pensar em suprir as necessidades de pacientes amputados, as mãos robóticas podem ser usadas em muitas aplicações, como auxiliares de cirurgia e robôs-cirurgiões, por exemplo, mas também nas fábricas e em atividades perigosas, como a manipulação de resíduos nucleares ou explosivos.

Por exemplo, mãos robóticas podem ser muito úteis na montagem de computadores, onde a montagem de microchips requer um nível de precisão muito elevado.

Com a utilização de mãos robóticas nas linhas de montagem, também se pode obter maior produtividade, ao mesmo tempo em que se garante uma exposição reduzida em situações de risco para trabalhadores humanos.

A equipe está trabalhando em todas essas frentes.

"Essas mãos autônomas podem ser usadas no futuro para cirurgias robóticas, para aumentar a produtividade das linhas de montagem e para substituir humanos em trabalhos perigosos, como descarte de bombas," anunciou o engenheiro Giovanni Montana, membro da equipe de desenvolvimento.

Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Robótica

Softwares

Próteses

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.