03/05/2022

Modelo científico faz previsões sobre como a sociedade evoluirá moralmente

Redação do Diário da Saúde
Modelo científico faz previsões sobre como a sociedade evoluirá moralmente
Posturas socialmente retrógradas, que tipicamente se apoiam em crenças de "pureza moral", estão ficando no passado.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Previsões sociais

Punições corporais de crianças, como bater ou dar palmadas, ainda são amplamente aceitas no mundo, mas a opinião pública está mudando rapidamente, e essa norma logo se tornará uma posição marginal.

Igualmente, o direito ao aborto está atualmente sendo ameaçado por uma série de contestações. Contudo, embora a mudança seja lenta, a visão do aborto como um direito acabará por predominar.

Um último exemplo: A maioria das pessoas ainda contesta que a licença parental após o nascimento dos filhos seja dividida igualmente entre pai e mãe; mas, dentro de 15 anos, a opinião pública terá mudado e a maioria apoiará uma divisão igualitária.

Não, isso não é previsão do futuro feita por uma cartomante: Este é o resultado de um modelo científico desenvolvido por um trio de pesquisadores do Instituto para Estudos do Futuro (EUA).

"Quase todas as questões morais estão se movendo na direção liberal. Nosso modelo é baseado em grandes pesquisas de opinião continuamente conduzidas nos EUA, mas nosso método para analisar a dinâmica dos argumentos morais para prever mudanças na opinião pública sobre questões morais pode ser aplicado em qualquer lugar," garante o professor Pontus Strimling, um dos criadores da nova ferramenta de previsão social.

Checagem das previsões

Aplicando o modelo a dados de opinião pública pesquisados em 2018, os pesquisadores fizeram previsões ano a ano de como a opinião pública se desenvolverá em várias questões até 2030.

É uma atitude corajosa em termos do comportamento tradicional dos cientistas, mas é essencial para permitir que testes empíricos do modelo sejam feitos por meio de comparações com os desenvolvimentos reais nos próximos anos.

Os resultados do primeiro teste de avaliação do modelo, contra dados de 2020, são promissores.

"Nosso modelo foi consideravelmente melhor do que todos os métodos conhecidos para prever a mudança de opinião. A chave é entender os mecanismos subjacentes à mudança. Como as opiniões mudam depende dos argumentos usados para arguir a favor e contra uma determinada postura. O modelo fornece uma imagem clara de como serão as sociedades no futuro próximo," disse Strimling.

Teoria do desenvolvimento moral

A teoria que os pesquisadores usaram para construir seu modelo é baseada em quatro suposições:

  • Em sua vida cotidiana, as pessoas são expostas a argumentos de opiniões diferentes, seja de outras pessoas ou da mídia.
  • Alguns tipos de argumentos morais são geralmente aceitáveis, isto é, relevantes para os julgamentos morais de liberais e conservadores. Outros tipos de argumentos morais são relevantes apenas para conservadores e, portanto, acabam não tendo aceitação generalizada.
  • Para qualquer opinião moral específica, há um acordo geral de que apenas certos tipos de argumentos morais podem ser usados para justificá-la. Em qualquer questão, uma opinião terá, portanto, uma 'vantagem de argumento', no sentido de que essa opinião é mais fácil de justificar com argumentos do tipo geralmente aceitável do que a opinião oposta.
  • As pessoas são mais propensas a mudar de opinião quando confrontadas com um argumento de um tipo que seja relevante para seus julgamentos morais.

A própria equipe pretende fazer avaliações periódicas de seu modelo, de forma a torná-lo mais preciso nas previsões de mudanças morais e sociais futuras.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Predicting how US public opinion on moral issues will change from 2018 to 2020 and beyond
Autores: Pontus Strimling, Irina Vartanova, Kimmo Eriksson
Publicação: Royal Society Open Science
DOI: 10.1098/rsos.211068
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Relacionamentos

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.