07/02/2020

Guia de plástico faz nervos danificados crescerem até 5cm

Redação do Diário da Saúde
Nervos danificados crescem até 5cm com cano de plástico
O tubo pode ser fabricado na dimensão e diâmetro necessários a cada caso.
[Imagem: UPMC]

Recuperação de nervos

Pesquisadores criaram um minúsculo tubo de polímero biodegradável que serve como um guia para o crescimento de nervos.

O tubo, que é preenchido com proteínas promotoras de crescimento, consegue regenerar longas seções de nervos danificados, sem a necessidade de transplantar células-tronco ou do implante de um nervo doado.

A tecnologia já foi testada em macacos, o passo final antes de seu teste em humanos.

"Nós somos os primeiros a mostrar um guia de nervos sem quaisquer células, capaz de preencher uma grande lacuna de 2,5 cm entre o toco nervoso e o músculo alvo," disse a professora Kacey Marra, da Universidade de Pittsburgh (EUA). "Nosso guia é comparável e, de certa forma melhor, do que um enxerto de nervo".

O guia de nervos retornou cerca de 80% do controle motor fino nos polegares de quatro macacos, sendo que cada um começou com uma folga de nervo de cinco centímetros no antebraço.

Para comparação, nos implantes de nervos, apenas cerca de 40 a 60% da função motora normalmente retorna.

Guia de nervos

O guia é feito do mesmo material que as suturas dissolvíveis e salpicado com uma proteína promotora de crescimento - a mesma que está sendo injetada no cérebro em um estudo recente para tentar tratar o Mal de Parkinson - que é liberada lentamente ao longo de meses.

Com esses resultados promissores em macacos, a equipe já está se preparando para testar o guia de nervos em pacientes humanos.

"Não há tubos ocos no mercado aprovados pelo FDA para falhas nos nervos maiores do que uma polegada [2,54 cm]. Além disso, não existe nenhum tubo funcional disponível comercialmente. É isso o que é incrível aqui," disse Marra.

Os nervos periféricos podem crescer até quase um centímetro por conta própria, mas se a seção danificada for maior do que isso, o nervo não encontra sua outra extremidade. Muitas vezes, o nervo desorientado dá nós, criando uma bola dolorosa chamada neuroma.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Long-gap peripheral nerve repair through sustained release of a neurotrophic factor in nonhuman primates
Autores: Neil B. Fadia, Jacqueline M. Bliley, Gabriella A. DiBernardo, Donald J. Crammond, Benjamin K. Schilling, Wesley N. Sivak, Alexander M. Spiess, Kia M. Washington, Matthias Waldner, Han-Tsung Liao, Isaac B. James, Danielle M. Minteer, Casey Tompkins-Rhoades, Adam R. Cottrill, Deok-Yeol Kim, Riccardo Schweizer, Debra A. Bourne, George E. Panagis, M. Asher Schusterman, Francesco M. Egro, Insiyah K. Campwala, Tyler Simpson, Douglas J. Weber, Trent Gause, Jack E. Brooker, Tvisha Josyula, Astrid A. Guevara, Alexander J. Repko, Christopher M. Mahoney, Kacey G. Marra
Publicação: Science Translational Medicine
Vol.: 12 (527): eaav7753
DOI: 10.1126/scitranslmed.aav7753

Ver mais notícias sobre os temas:

Sistema Nervoso

Equipamentos Médicos

Cirurgias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.