14/12/2020

O complicado saber das células para formar um órgão

Redação do Diário da Saúde
O complicado
A descoberta envolve "decisões" que as células tomam para saber se devem se multiplicar ou se transformar em outros tipos de células.
[Imagem: Nerli et al. - 10.7554/eLife.60462]

Conhecimento celular

O desenvolvimento de um órgão no corpo de um ser vivo é um problema complexo, que a ciência está longe de compreender em detalhes.

Um dos principais desafios é compreender como a necessidade de multiplicação das células (proliferação), necessária para que o órgão cresça, se equilibra com a produção dos diferentes tipos de células (diferenciação) necessárias para compor o órgão.

E os dois processos ocorrem ao mesmo tempo e no mesmo espaço.

Um exemplo crucial é a retina, a película na parte de trás dos nossos olhos que recebe e codifica toda a informação visual, para que o nosso cérebro consiga receber de forma contínua imagens do que o mundo tem para oferecer.

"Para conseguir esta função, a retina requer um balanço preciso de diferentes neurônios organizados em várias camadas interconectadas, cada uma capaz de receber, direcionar ou filtrar a informação visual," comenta a professora Elisa Nerli. "A formação dos diferentes neurônios em números e proporções corretas é garantida pelo balanço entre proliferação e diferenciação celulares durante o desenvolvimento".

Via de sinalização Notch

Elisa e seus colegas descobriram agora que este equilíbrio entre proliferação e diferenciação depende de divisões assimétricas das células progenitoras que estão para se tornar neurônios funcionais.

"Descobrimos também," acrescenta a pesquisadora, "que a regulação molecular deste processo requer a via de sinalização Notch, já que a sua inibição interfere com a assimetria da divisão. Observamos que o Notch é distribuído assimetricamente durante a divisão celular. A célula que herda o Notch continua a proliferar, enquanto a outra entra numa linhagem neurogênica diferente".

Notch são proteínas que atravessam as membranas das células e que, ao se ligarem a outras proteínas de outras células, ativam o que os cientistas chamam de "cascata bioquímica". Já a via de sinalização Notch é uma via de sinalização celular que usa essas proteínas e que está presente em praticamente todos os seres vivos, das drosófilas até os humanos.

Este estudo adiciona novas perspetivas à compreensão fundamental de como as "decisões celulares" de proliferação ou diferenciação podem regular o desenvolvimento do sistema nervoso. Compreender como o balanço destes processos é determinado e mantido é importante para um melhor entendimento do desenvolvimento do cérebro, na saúde e na doença.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Asymmetric neurogenic commitment of retinal progenitors involves Notch through the endocytic pathway
Autores: Elisa Nerli, Mauricio Rocha-Martins, Caren Norden
Publicação: eLife
Vol.: 9:e60462
DOI: 10.7554/eLife.60462
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Biologia

Olhos e Visão

Rejuvenescimento

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.