12/06/2020

Para se sentir melhor, saia do sofá e vá dormir

Redação do Diário da Saúde
Para se sentir melhor, saia do sofá e vá dormir
Outros experimentos já mostraram que andar 10 minutos compensa horas sentado no escritório.
[Imagem: Tookapic/Pixabay]

Melhor dormir do que ficar sentado

Trocar longos períodos sentado ou esparramado no sofá por um período de sono diminui o estresse, melhora o humor e ainda leva a um menor índice de massa corporal (IMC).

Além disso, a substituição do ficar sentado por uma atividade física leve mostrou-se associada a efeitos de longo prazo, com a melhora do humor e o menor IMC persistindo pelo ano seguinte.

E não se assuste com esses exercícios leves: A atividade física leve pode ser desde passear pelo ambiente enquanto fala ao telefone ou ficar de pé enquanto prepara o jantar.

"As pessoas podem nem pensar em algumas dessas atividades como atividade física. A atividade leve é de intensidade muito mais baixa do que ir à academia ou caminhar para o trabalho, mas tomar essas medidas para interromper longos períodos sentado pode ter um impacto," disse o professor Jacob Meyer, na Universidade Estadual de Iowa (EUA).

Mudanças sustentáveis

Durante 10 dias, os participantes do estudo, com idades entre 21 e 35 anos, usaram uma braçadeira que rastreava seu gasto energético. Os dados permitiram que os pesquisadores medissem objetivamente o sono, a atividade física e o tempo sedentário, em vez de confiar em autorrelatos.

Além dos benefícios do sono e da atividade física leve, os pesquisadores confirmaram que uma atividade física de moderada a vigorosa está associada à menor gordura corporal e menor IMC.

Dados os efeitos negativos à saúde do prolongado tempo sedentário, Meyer afirma que ambos os resultados podem incentivar as pessoas a fazer pequenas mudanças de estilo de vida que consigam manter no longo prazo.

"Pode ser mais fácil para as pessoas mudarem de comportamento se acharem que é factível e que isso não exigirá uma grande mudança," disse ele. "Substituir o tempo sedentário por tarefas domésticas ou outras atividades leves é algo que as pessoas podem fazer de forma mais consistente do que sair para correr durante uma hora".

Checagem com artigo científico:

Artigo: Current and 1-Year Psychological and Physical Effects of Replacing Sedentary Time With Time in Other Behaviors
Autores: Jacob D. Meyer, Laura D. Ellingson, Matthew P. Buman, Robin P. Shook, Gregory A. Hand, Steven N. Blair
Publicação: American Journal of Preventive Medicine
DOI: 10.1016/j.amepre.2020.02.018
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Atividades Físicas

Sono

Dietas e Emagrecimento

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.