05/01/2022

Professores dão piores aulas em classes com menos alunos brancos

Redação do Diário da Saúde
Professores nos EUA dão piores aulas em classes com maioria de negros e latinos
O estudo reforça conclusões anteriores de que as pessoas podem ter preconceitos e não estar consciente deles.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Preconceitos dos professores

Pesquisadores fizeram uma descoberta surpreendente ao estudar o sistema educacional nos EUA: As aulas ministradas pelo mesmo professor apresentam uma qualidade de ensino inferior quando a sala tem maior porcentagem de alunos negros e latinos.

Os pesquisadores analisaram dados coletados durante os anos acadêmicos de 2009-2010 e 2010-2011 de um banco de dados nacional chamado "Medidas de Ensino Eficaz".

O objetivo era determinar até que ponto as diferenças na qualidade do ensino poderiam ser atribuídas a diferenças entre os professores (por exemplo, sua formação) ou a diferenças entre as aulas de cada professor (por exemplo, viés ou preconceito).

A qualidade do ensino foi medida usando duas avaliações observacionais em sala de aula, além dos boletins dos alunos. O estudo se concentrou nas aulas de linguagem (inglesa) e matemática da quarta à nona série.

Os resultados mostraram que metade das diferenças na qualidade do ensino em sala de aula resulta de diferenças nas aulas dos mesmos professores, dadas a classes com diferentes composições étnicas, o que os pesquisadores atribuem a preconceitos dos próprios professores. A outra metade da diferença na qualidade de ensino pode ser explicada por diferenças entre os professores, como suas credenciais de formação.

O mais surpreendente é que esse padrão se mantém mesmo quando a etnia dos professores é levada em conta, ou seja, a variação na qualidade do ensino foi verificada igualmente nas aulas de professores brancos, negros e latinos.

Ensinando de modo diferente

A relação entre a qualidade do ensino de cada professor e a demografia da sala de aula foi mais forte nas aulas de matemática.

Os pesquisadores sugerem que esse resultado pode ser causado pela percepção da matemática como se seu aprendizado dependesse de uma habilidade natural e por um viés maior entre professores de matemática, já identificado em pesquisas anteriores.

"Nós também descobrimos que os professores de grupos raciais/étnicos apresentam os mesmos padrões de ensino que prejudicam os jovens negros, o que sugere que todos os professores, não apenas os professores brancos, podem se beneficiar de um melhor treinamento e desenvolvimento," concluiu a equipe.

Os pesquisadores também explicam que, embora existam diferentes razões para os professores de diferentes etnias ensinarem de maneiras que prejudicam os jovens negros e latinos, suas razões díspares provavelmente refletem a natureza histórica e racializada do ensino.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Teaching Bias? Relations between Teaching Quality and Classroom Demographic Composition
Autores: Hua-Yu Sebastian Cherng, Peter F. Halpin, Luis A. Rodriguez
Publicação: American Journal of Education
DOI: 10.1086/717676
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Preconceitos

Educação

Sentimentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.