21/06/2019

Profissionais de saúde devem ser cuidadosos nas mídias sociais

Redação do Diário da Saúde
Profissionais de saúde devem ser cuidadosos nas mídias sociais
Cansado ou estressado com o trabalho? Não desabafe nas redes sociais se você for um profissional de saúde.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Autopromoção digital

As mídias sociais têm sido cada vez mais usadas para se promover pessoal e profissionalmente.

Como a linha entre pessoal e profissional pode ser facilmente confundida quando os profissionais usam as mídias sociais nessa tarefa de autopromoção, pesquisadores decidiram investigar como o uso das redes sociais pode afetar a percepção do profissionalismo das pessoas - especificamente, dos profissionais de saúde.

A conclusão é preocupante: Para os profissionais de saúde, postar um único comentário negativo em seus perfis no Facebook pode atrapalhar sua credibilidade com clientes atuais ou potenciais.

"Este estudo fornece a primeira evidência do impacto que as divulgações pessoais online dos profissionais de saúde podem ter na sua credibilidade. Essa descoberta é significativa não apenas porque os profissionais de saúde usam as mídias sociais em suas vidas pessoais, mas também são encorajados a usá-la para se promover e se engajar com o público," disse o professor Serge Desmarais, da Universidade de Guelph (Canadá), que conduziu o estudo com seus colegas Jason Coe e Cynthia Weijs.

Comentário ambíguo e desabafo

O experimento envolveu mais de 350 participantes canadenses, que viram um perfil do Facebook simulado e classificaram a credibilidade do proprietário do perfil e, em seguida, avaliaram sua própria vontade de se tornar um cliente do proprietário daquele perfil.

Foram testados fatores incluindo o gênero, se o dono do perfil apontava como profissão veterinário ou médico e a presença de uma postagem de um comentário ambíguo da jornada de trabalho ou um comentário expressando frustração com a profissão.

O comentário ambíguo publicado afirmava: "Começando com os novos prontuários eletrônicos hoje ... experiência interessante com certeza J."

O comentário de frustração no trabalho declarava: "O que há de errado com algumas pessoas? Eu sei que eu só passei nove anos na universidade ... mas realmente, eu sei do que estou falando ... yeesh!!"

Imagem e confiabilidade

Dentre todos os fatores considerados, o único que influenciou a percepção dos leitores sobre o profissionalismo do proprietário do perfil foi o comentário de frustração no trabalho. Em uma escala de 0 a 100, o perfil com o comentário negativo ficou 11 pontos abaixo (56,7) do que aquele com o comentário ambíguo (67,9).

"Essa é uma queda significativa," disse Desmarais. "Isso mostra que é necessário apenas um comentário simples para as pessoas verem você como menos profissional e decidirem que não querem se tornar um cliente seu. Dependendo de quem vê suas postagens, você pode realmente prejudicar sua reputação sentindo-se frustrado e postando seus pensamentos online.

"Faz sentido para pessoas cujas personalidades são uma grande parte de sua profissão se promover através das mídias sociais, mas pode não fazer tanto sentido para os profissionais de saúde e outros profissionais cuja confiança e credibilidade são uma grande parte de seu capital pessoal," concluíram os pesquisadores.


Ver mais notícias sobre os temas:

Trabalho e Emprego

Comportamento

Relacionamentos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.