03/03/2020

Robô faz coleta de sangue para exame melhor que médicos e enfermeiros

Redação do Diário da Saúde
Robô faz coleta de sangue para exame melhor que médicos e enfermeiros
O sistema robótico completo coleta o sangue, organiza as amostras e faz a análise.
[Imagem: Unnati Chauhan]

Robô para tirar sangue

No futuro, os robôs poderão coletar amostras de sangue para fazer exames, beneficiando os pacientes, é claro, mas também os profissionais de saúde.

Josh Leipheimer e seus colegas da Universidade Rutgers (EUA) criaram um robô para coletar amostras de sangue no braço de seres humanos que apresentou um desempenho tão bom ou melhor do que os profissionais de saúde.

Os resultados foram colhidos em ambiente realístico, durante o primeiro ensaio clínico em humanos de um dispositivo automatizado de coleta e análise de sangue.

Os resultados do robô foram comparáveis ou superaram os padrões clínicos, com uma taxa de sucesso geral de 87% para os 31 participantes cujo sangue foi coletado. Para as 25 pessoas cujas veias eram de fácil acesso, a taxa de sucesso foi de 97%.

O sistema inteiro inclui um robô guiado por imagens de ultra-som, que extrai o sangue das veias, um módulo que lida com as amostras e um analisador de sangue baseado em centrífuga.

Isso significa que o conjunto pode ser usado nas cabeceiras dos leitos, em ambulâncias, pronto-socorros, clínicas, consultórios médicos e hospitais.

Venipuntura

A punção venosa - ou venipuntura - que envolve a inserção de uma agulha na veia para obter uma amostra de sangue ou aplicar alguma terapia intravenosa, é o procedimento clínico mais comum do mundo - bilhões deles são realizados diariamente.

Mas os médicos e enfermeiros falham em 27% dos pacientes sem veias visíveis, em 40% dos pacientes sem veias palpáveis e em até 60% dos pacientes emaciados, de acordo com estudos anteriores.

Falhas repetidas ao abrir uma linha intravenosa aumentam a probabilidade de flebite, trombose e infecções, e podem exigir o uso de grandes veias no corpo ou nas artérias - com custos e riscos muito maiores. Como resultado, a punção venosa está entre as principais causas de lesões em pacientes.

Segundo a equipe, no futuro o coletor de exames robótico poderá ser utilizado em procedimentos como cateterismo intravenoso, acesso venoso central, diálise e colocação de linhas arteriais.

Antes disso, porém, eles pretendem refinar o robô para melhorar as taxas de sucesso em pacientes com veias difíceis de acessar.

Checagem com artigo científico:

Artigo: First-in-human evaluation of a hand-held automated venipuncture device for rapid venous blood draws
Autores: Josh M. Leipheimer, Max L. Balter, Alvin I. Chen, Enrique J. Pantin, Alexander E. Davidovich, Kristen S. Labazzo, Martin L. Yarmush
Publicação: Technology
DOI: 10.1142/S2339547819500067

Ver mais notícias sobre os temas:

Robótica

Exames

Sistema Circulatório

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.