12/08/2020

Som das palavras invoca emoções escondidas

Redação do Diário da Saúde
Som das palavras invoca emoções escondidas
Este não é o primeiro estudo a mostrar que as palavras têm sentimentos.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Emoções e palavras

Em meio à crise da covid-19, é comum sentir que os níveis de estresse aumentam toda vez que ouvimos a palavra "vírus".

Mas pesquisadores descobriram que o som da palavra em si - vírus - provavelmente aumentaria sua pressão sanguínea mesmo antes da adição de "corona".

De fato, Arash Aryani e seus colegas da Universidade de Cornell (EUA), descobriram que algumas combinações sonoras provocam respostas emocionalmente mais intensas do que outras.

A pesquisa também explica experimentos anteriores curiosos: Quando se apresenta às pessoas uma forma pontiaguda e uma forma arredondada, e lhes é pedido para adivinhar qual é chamada "bouba" e qual é chamada "kiki", a maioria chama a forma pontiaguda de "kiki" e a arredondada de "bouba". Esse bem estudado efeito de "associação" psicológica se aplica a todas as idades e origens culturais, embora os cientistas nunca tenham chegado a um acordo sobre o que o motiva.

O novo estudo mostra que o nível de intensidade emocional, ou "excitação", que sentimos ao ver objetos ou ouvir sons, pode fornecer o elo que faltava para ligar a ponta ao "kiki" e o arredondamento ao "bouba".

"Para a maioria das palavras," escreveram os pesquisadores, "a relação entre som e significado parece arbitrária: o som de uma palavra normalmente não nos diz o que ela significa. Um corpo crescente de pesquisa, no entanto, mostrou que os sons das palavras podem conter dicas sutis sobre a que eles se referem."

Som e significado

Segundo os pesquisadores, o que parece acontecer é que muitas das associações entre som e significado em nosso vocabulário são motivadas por nossas respostas emocionais às informações auditivas e visuais.

A equipe destaca o papel anteriormente subestimado que a emoção humana pode desempenhar no surgimento da linguagem, tanto no aspecto do seu desenvolvimento quanto em sua evolução, fundamentando associações entre conceitos abstratos (como formas) e sinais linguísticos (como palavras faladas) no sistema afetivo.

Os experimentos também demonstram como os sons das palavras podem afetar nossos estados emocionais, independentemente do que eles significam - como o sentido de ameaça que paira na palavra vírus.

"Nossos estados emocionais podem, assim, ajudar as crianças a mapear o som ao significado ao aprender novas palavras," comentou o professor Morten Christiansen. "O vínculo da excitação entre som e significado também pode ter permitido que os humanos primitivos iniciassem a linguagem do nada, facilitando a associação de uma palavra ao seu significado".

Checagem com artigo científico:

Artigo: Affective Arousal Links Sound to Meaning
Autores: Arash Aryani, Erin S. Isbilen, Morten H. Christiansen
Publicação: Psychological Science
DOI: 10.1177/0956797620927967
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Relacionamentos

Preconceitos

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.