23/06/2021

Tinta transparente remove gotículas respiratórias do ar

Redação do Diário da Saúde
Nova tinta transparente remove gotículas respiratórias do ar
Ao contrário das barreiras de polímero transparente usadas hoje, a nova tinta retém as gotículas, impedindo a disseminação dos vírus.
[Imagem: Zhilong Yu et al. - 10.1016/j.chempr.2021.05.017]

Barreira melhor que acrílico

Embora as barreiras de acrílico estejam por toda parte atualmente - nos caixas dos supermercados, ao redor das mesas dos restaurantes, sobre os cubículos dos escritórios etc. - elas são uma solução imperfeita para bloquear a transmissão do vírus que causa a pandemia de covid-19, bem como de quaisquer outros.

Em vez de capturar as gotículas respiratórias e os aerossóis eventualmente carregados de vírus que são liberados pelas pessoas, as barreiras de acrílico apenas desviam as gotículas, fazendo-as ricochetear, mas permanecendo no ar.

A boa notícia é que, para aprimorar a função dessas barreiras de proteção, pesquisadores desenvolveram agora um novo material transparente que consegue de fato capturar as gotas e os aerossóis, removendo-os efetivamente do ar.

Tinta antivírus

O material é um líquido viscoso e transparente - uma tinta - que pode ser pintado em qualquer superfície, incluindo plástico, vidro, madeira, metal, aço inoxidável, concreto e até tecidos.

Quando as gotas colidem com a superfície revestida, elas grudam nela, são absorvidas e secam. O revestimento também é compatível com materiais antivirais e antimicrobianos, de modo que agentes sanitizantes, como cobre, podem ser adicionados à fórmula.

"As gotas colidem com as superfícies dos ambientes internos o tempo todo. No momento, os divisores de acrílico são dispositivos de desvio; eles desviam as gotas. Se uma superfície pudesse realmente reter as gotas, cada gota efetivamente removida do ar interno seria uma eliminação bem-sucedida de uma fonte potencial de transmissão," destacou o professor Jiaxing Huang, da Universidade Northwestern (EUA).

Barreira antigotas

Ao testar seu novo revestimento, os pesquisadores constataram que, mesmo quando bombardeavam as superfícies com gotas de aerossol em concentrações várias ordens de magnitude mais altas do que o tipicamente encontrado em ambientes internos, as superfícies revestidas ainda capturavam três vezes mais gotas de aerossol do que superfícies não revestidas.

As superfícies também permaneceram transparentes e sem embaçamento, mesmo quando encharcadas com gotas. Em outras palavras, as superfícies não pareciam sujas após serem salpicadas com gotas.

O principal ingrediente do material é um polímero polieletrolítico comumente usado em uma ampla variedade de produtos cosméticos. Quando aplicado com uma lâmina ou pincel, a fórmula resultante produz revestimentos uniformes sem danificar ou descolorir o material original.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Droplet-capturing coatings on environmental surfaces based on cosmetic ingredients
Autores: Zhilong Yu, Murat Kadir, Yihan Liu, Jiaxing Huang
Publicação: Chem
DOI: 10.1016/j.chempr.2021.05.017
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Prevenção

Higiene Pessoal

Vírus

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2022 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.