04/05/2020

Veneno de aranha alivia dor sem efeitos colaterais

Redação do Diário da Saúde
Veneno de aranha alivia dor sem efeitos colaterais
O veneno de aranha está na agenda dos pesquisadores há muito tempo, já tendo servido de base para um medicamento para disfunção erétil e está em pesquisas para um novo remédio contra epilepsia.
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Veneno contra dor

Uma substância extraída do veneno da tarântula pode ser usada como uma alternativa aos controversos analgésicos opioides, inclusive para pessoas que buscam alívio da dor crônica.

Christina Schroeder, da Universidade de Queensland (Austrália), afirma que a atual crise de opioides em todo o mundo exige alternativas urgentes à morfina e drogas semelhantes à morfina, como fentanil e oxicodona.

"Embora os opioides sejam eficazes no alívio da dor, eles trazem efeitos colaterais indesejados, como náusea, prisão de ventre e o risco de dependência, colocando um enorme fardo para a sociedade. Nosso estudo descobriu que uma miniproteína no veneno de tarântula (Cyriopagopus schmidti), conhecida como Huwentoxina-IV, liga-se aos receptores de dor no corpo," disse ela.

O passo seguinte foi isolar e potencializar a ação da molécula natural.

"Ao usar uma abordagem tripla para a droga sintética, que incorpora a miniproteína, seu receptor e a membrana circundante do veneno da aranha, alteramos essa miniproteína, resultando em maior potência e especificidade para receptores específicos de dor.

"Isso garante que a quantidade certa de miniproteína se prenda ao receptor e à membrana celular que circunda os receptores da dor," disse Schroeder.

Testes

Os primeiros testes da miniproteína foram feitos em camundongos, demonstrando eficácia sem apresentar os efeitos colaterais típicos dos opioides. Com os bons resultados, a equipe se prepara agora para realizar testes em primatas.

"Nossas descobertas podem potencialmente levar a um método alternativo de tratamento da dor sem os efeitos colaterais e reduzir a dependência dos opioides de muitos indivíduos para o alívio da dor," afirmou.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Manipulation of a spider peptide toxin alters its affinity for lipid bilayers and potency and selectivity for voltage-gated sodium channel subtype 1.7
Autores: Akello J. Agwa, Poanna Tran, Alexander Mueller, Hue N. T. Tran, Jennifer R. Deuis, Mathilde R. Israel, Kirsten L. McMahon, David J. Craik, Irina Vetter, Christina I. Schroeder
Publicação: Journal of Biological Chemistry
Vol.: 295 (15): 5067
DOI: 10.1074/jbc.RA119.012281
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Desenvolvimento de Medicamentos

Dores Crônicas

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2020 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.