20/08/2020

Mesmo se quiser, você não conseguirá ignorar voz e aparência das pessoas

Redação do Diário da Saúde
Mesmo se quiser, você não conseguirá ignorar voz e aparência das pessoas
Será que nossa personalidade é afetada pela nossa aparência?
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Voz e aparência

Suas percepções de alguém que você acabou de conhecer são influenciadas não apenas pela aparência da pessoa, mas também pela voz delas.

E, pelo menos na maioria dos casos, você não conseguirá ignorar a aparência de alguém ou a voz da pessoa mesmo depois de receber a informação de que nada disso é relevante para o que a pessoa realmente é.

Por exemplo, participantes de um experimento ouviram um breve trecho de uma pessoa falando ao mesmo tempo em que recebiam uma foto de um rosto: Muitos deles apontaram que a foto e a voz pertenciam a pessoas diferentes.

Em outro teste, os participantes tinham avaliar quão forte era o sotaque que achavam que a pessoa mostrada na foto teria.

Os participantes acharam que a pessoa na foto teria um sotaque mais carregado se as palavras que ouviam também tivessem um sotaque mais forte - apesar de receberem a imagem e o som representando duas pessoas diferentes.

"Embora tenhamos dito a eles para ignorarem a voz, eles não conseguiram fazer isso completamente. Algumas das informações da voz se infiltraram na avaliação do rosto," conta a professora Kathryn Kibler, da Universidade Estadual de Ohio (EUA).

Evitar estereótipos

O mesmo aconteceu quando foi pedido aos participantes para que eles avaliassem a aparência da pessoa com uma voz específica - eles foram influenciados pela foto que viram, mesmo quando sabiam que a voz que ouviam era de uma pessoa diferente.

Embora os participantes do experimento no geral não conseguissem ignorar as informações irrelevantes, houve uma exceção intrigante: Eles conseguiram ignorar completamente o rosto ao avaliarem o tom de voz quando a voz tinha um sotaque forte.

A conclusão dos pesquisadores é que isto se deve a que os voluntários eram em sua maioria brancos, e estavam tomando cuidado para não mostrar nenhum estereótipo racial.

"Alguns dos participantes nos disseram explicitamente que estavam tentando evitar respostas que poderiam ser vistas como estereotipadas," disse Kathryn.

Tudo nos influencia

Como os experimentos foram feitos com fotografias, e não com vídeos, o áudio que as pessoas ouviram teve uma influência mais forte sobre elas do que seria de se pressupor na vida real, disse a pesquisadora. Os vídeos provavelmente teriam um efeito mais forte nas avaliações das pessoas do que as imagens estáticas.

Mas a mensagem principal é a mesma: Somos influenciados por todas as informações que temos disponíveis, sejam elas aplicáveis ou não, disse Kathryn.

Checagem com artigo científico:

Artigo: Deliberative control in audiovisual sociolinguistic perception
Autores: Kathryn Campbell-Kibler
Publicação: Journal of Sociolinguistics
DOI: 10.1111/josl.12418
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Comportamento

Relacionamentos

Emoções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.