Yoda vence Spock em teste de sabedoria

Yoda vence Spock em teste de sabedoria
A emodiversidade é a capacidade para experimentar múltiplas emoções equilibradas, o que ajuda no chamado "raciocínio sábio".
[Imagem: CC0 Public Domain/Pixabay]

Sabedoria e emoção

A capacidade de uma pessoa de ponderar sabiamente sobre uma situação desafiadora pode melhorar quando ela também experimenta emoções equilibradas e variadas.

Assim, o que se convencionou chamar de "raciocínio sábio" não é algo inteiramente mental, que eventualmente requeira um controle ou supressão emocional. Em vez disso, o raciocínio sábio de fato se beneficia de uma vida emocional rica e equilibrada, garantem Igor Grossmann, Harrison Oaks e Henri Santos, da Universidade de Waterloo (Canadá).

As características do raciocínio sábio destacados pelos pesquisadores incluem um senso de humildade, reconhecimento de um mundo em fluxo, reconhecimento de diferentes perspectivas sobre uma questão e uma abertura para integrá-las e encontrar um equilíbrio.

Sem muita modéstia, o trio garante que essa constatação aparentemente simples esclarece milênios de pensamento filosófico e psicológico, envolvendo debates sobre como a sabedoria se relaciona com a forma de lidar com experiências emocionalmente carregadas.

"Com o nosso novo estudo, quisemos testar como a presença e o equilíbrio de múltiplas emoções ao mesmo tempo influenciam a capacidade para um raciocínio inteligente," disse Grossmann.

Emodiversidade

Para obter uma compreensão mais rica da relação entre sabedoria e emoção, os pesquisadores expandiram sua pesquisa de sabedoria para além das emoções isoladas, como tipicamente se tem feito.

Eles se concentraram no que chamam de "emodiversidade" - a capacidade para experimentar múltiplas emoções equilibradas. Pesquisas anteriores indicaram que a emodiversidade pode reduzir sintomas psicopatológicos clínicos, impedindo que qualquer emoção domine a experiência de uma pessoa.

Foram realizados seis experimentos empregando uma ampla gama de métodos para examinar reflexões focadas na emoção por indivíduos selecionados por sua reconhecida sabedoria. Os testes incluíram raciocínio sábio manipulado, desafios emocionais diários em uma população mais ampla, reflexões pessoais sobre conflitos interpessoais e raciocínio sábio sobre desafios geopolíticos.

Ponderando sobre os resultados, os três pesquisadores recorreram a dois ícones da cultura pop: Yoda, de Guerra nas Estrelas, e Spock, de Jornada nas Estrelas.

"Parece que o raciocínio sábio não se alinha com a regulação negativa emocional uniforme, como retratado pelo Dr. Spock. Em vez disso, o raciocínio sábio acompanha a capacidade de reconhecer e equilibrar uma ampla gama de emoções, como retratado por Yoda," disse Grossmann.

O estudo foi publicado no Journal of Experimental Psychology.


Ver mais notícias sobre os temas:

Emoções

Felicidade

Mente

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.