01/12/2020

Zinco destrói bactérias à distância

Redação do Diário da Saúde
Zinco destrói bactérias à distância
Além de ser uma arma do sistema imunológico contra micróbios e até ajudar a combater resfriados, o zinco também já vem sendo utilizado para cicatrizar ferimentos.
[Imagem: Alchemist-hp/Wikipedia]

Zinco contra bactérias

Eles se espalham para fora do vaso sanitário, nadam na água potável e se espalham pela tosse.

Minúsculos micróbios infecciosos - desde o vírus que causa a covid-19 até bactérias transmitidas pela água - adoecem ou matam milhões de pessoas em todo o mundo a cada ano.

A boa notícia é que pode haver um material simples, barato e atóxico para matar esses patógenos antes que eles façam a viagem até nosso corpo.

"A contaminação bacteriana das superfícies de uso comum e a contaminação da água potável têm sido tradicionalmente as principais vias de infecção para a transmissão de doenças graves, muitas vezes levando à mortalidade," disse Abinash Tripathy, do Instituto de Tecnologia de Zurique (Suíça). "Nosso objetivo é projetar uma superfície que possa resolver os dois problemas."

E eles encontraram uma solução promissora em um material simples e largamente disponível: o óxido de zinco.

Os pesquisadores submergiram o zinco metálico em água quente por 24 horas, o que fez o metal oxidar, formando uma superfície de óxido de zinco. Olhando ao microscópio, a superfície não é lisa como o metal original, mas coberta por uma floresta de nanagulhas afiadas.

Quando essa superfície recebeu um banho de bactéria E. coli quase todas as bactérias cultivadas em cima dela foram mortas.

Destruição de bactérias à distância

Mas a maior surpresa ainda estava por vir.

Quando colocada em água contaminada, a superfície de óxido de zinco matou todas as E. coli transmitidas pela água em três horas - mesmo as bactérias que não tocaram na placa, mostrando que o efeito não é simplesmente mecânico, com as nanoagulhas "furando" as bactérias para matá-las.

Essa desinfecção da água à distância funciona porque o processo gera uma espécie reativa de oxigênio, que danifica as paredes celulares das bactérias. E essa espécie reativa de oxigênio, ou oxidante, se espalha pela água, atingindo todas as bactérias.

"Essa superfície pode ser usada para desinfetar água em áreas remotas a um custo muito baixo," disse Tripathy. "A técnica de fabricação é ecologicamente correta, simples e econômica."

Checagem com artigo científico:

Artigo: Environmental Friendly and Scalable Fabrication of Antibacterial ZnO-Nanostructured Surfaces
Autores: Abinash Tripathy, Athanasios Milionis, Matteo Donati, Chander Shekhar Sharma, Fei Pan, Maniura Katharina Weber, Qun Ren, Dimos Poulikakos
Publicação: Proceedings of th Annual Meeting of the APS Division of Fluid Dynamics
Cheque você mesmo: https://meetings.aps.org/Meeting/DFD20/Session/Z01.12
Siga o Diário da Saúde no Google News

Ver mais notícias sobre os temas:

Higiene Pessoal

Bactérias

Prevenção

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2021 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.